Varsóvia e Washington decidem aumentar número de tropas americanas na Polônia

Soldados poloneses e norte-americanos durante exercícios conjuntos Anakonda 16 perto de Torun, Polônia, junho de 2016
© REUTERS / Kacper Pempel

No início do mês, o jornal polonês Rzeczpospolita informou que o presidente dos EUA, Donald Trump, poderia anunciar a decisão de aumentar a presença militar dos EUA na Polônia durante sua planejada visita a Varsóvia em 1º de setembro. Aparentemente, a questão se confirmou.

O ministro da Defesa polonês, Mariusz Blaszczak, anunciou durante discurso televisionado nesta segunda-feira que Varsóvia e Washington decidiram aumentar a presença militar americana no país.

"Podemos dizer: a decisão de aumentar o número de tropas americanas na Polônia foi tomada", disse Blaszczak.

A Polônia atualmente conta com cerca de 4 mil soldados dos EUA, que foram mobilizados no país como parte da missão da OTAN após a reunificação da Crimeia com a Rússia em 2014.

Durante a visita do presidente polonês Andrzej Duda a Washington em setembro, Trump anunciou que considerava estabelecer uma base militar permanente na Polônia. O homólogo polonês se ofereceu para pagar cerca de US$ 2 bilhões dos custos totais e sugeriu que a base deveria se chamar Forte Trump.

A embaixadora dos EUA na Polônia, Georgette Mosbacher, também já tinha aventado em fevereiro sobre o aumento do efetivo americano.

Sputnik

Postar um comentário

0 Comentários