Caças americanos estão se mostrando indefesos contra pássaros

Caça F-35 da Força Aérea da Austrália (foto de arquivo)
© AFP 2019 / Jeremy R. Dixon
A aviação militar dos Estados Unidos está sofrendo sérios danos devido a colisões de aviões com pássaros e o número de acidentes envolvendo aves só aumenta, escreve o portal Marine Corps Times.

O portal cita um acidente envolvendo um caça F-35B como exemplo, que aconteceu na base militar Iwakuni dos EUA no Japão. O piloto foi forçado a interromper a decolagem devido a uma colisão com um pássaro. Vale destacar que colisões com pássaros não só atingem caças F-35, mas outras aeronaves militares dos EUA, como, por exemplo, F-16 que acabou com um falcão preso na ferragem.


​O caça F-16 Fighting Falcon da Força Aérea dos EUA depois de atingir um falcão

Segundo Eric Flanagan, porta-voz da 1ª Ala de Aeronaves Marítimas dos EUA, o avião de combate saiu em segurança da pista, mas as estimativas iniciais mostraram que o F-35B sofreu dano de mais de dois milhões de dólares. A quantia final do prejuízo será anunciada após a investigação do acidente.

A publicação observa que, no ano passado, foram registrados 14.661 acidentes envolvendo aves e aeronaves civis nos EUA.

Por conseguinte, os militares são obrigados a tomar medidas adicionais para garantir a segurança do voo e do equipamento de alta tecnologia. Quando uma ave é atingida, seus restos mortais vão para o Instituto Smithsonian, onde eles a classificam e determinam detalhes da colisão.

07:26 14.05.2019(atualizado 07:40 14.05.2019) Sputnik

Postar um comentário

0 Comentários