Espanha retira fragata de esquadra americana por aumento de tensões entre EUA e Irã

Navio de combate espanhol
© Sputnik / Igor Chuprin
Espanha retira temporariamente a fragata F-104 Mendes Nunez, com 215 tripulantes, da força naval liderada pelo porta-aviões americano USS Abraham Lincoln em meio ao aumento das tensões entre os EUA e o Irã, informa o jornal El País.

De acordo com a edição, tal decisão foi tomada pela ministra espanhola da Defesa, Margarita Robles. A introdução da fragata espanhola na força naval dos EUA, que não inclui outros navios estrangeiros, foi planejada há pelo menos um ano para realizar treinamentos conjuntos e melhorar a interação.

A missão do navio espanhol no grupo de porta-aviões dos EUA deveria durar 6 meses, do final de abril ao final de outubro. A decisão do Ministério da Defesa da Espanha assume que a fragata Mendes Nunez não entrará no golfo Pérsico e poderá voltar a integrar o grupo de batalha dos EUA, desde que se mantenha o programa previamente planejado, observa a publicação.

Anteriormente, assessor de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, disse que os EUA estão enviando o porta-aviões USS Abraham Lincoln e bombardeiros para perto das costas do Irã. Segundo ele, é assim que Washington envia uma "mensagem clara e inequívoca ao regime iraniano de que qualquer ataque aos interesses dos Estados Unidos ou dos nossos aliados [dos EUA] será recebido com força implacável".

09:07 14.05.2019 Sputnik

Postar um comentário

0 Comentários