Pentágono planeja desenvolver novas armas nucleares para conter Rússia

Vista aérea do prédio pentagonal de cinco lados, sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, em Arlington, Virgínia.
© AP Photo

Os EUA precisam de armas nucleares de baixa potência para conter a Rússia, disse o subsecretário de Defesa dos EUA, David Trachtenberg.

"A razão pela qual decidimos apostar nas armas nucleares de baixa potência é que vemos o que estão fazendo, em particular, os russos e isso causa grande preocupação", afirmou Trachtenberg durante seu discurso no Congresso dos EUA.

Segundo ele, o Pentágono está preocupado com a doutrina russa "escalada para desescalada" que, de acordo com os EUA, prevê o uso limitado das armas nucleares no caso de um conflito militar com armas convencionais.

Ao mesmo tempo, a doutrina militar oficial da Rússia só prevê o uso de armas nucleares se forem usadas armas de destruição em massa contra o país ou seus aliados, ou quando a agressão com armas convencionais contra a Rússia ameaçar a existência do país.

Trachtenberg disse que os EUA não querem que as tensões atinjam o máximo.

"Não fazemos isso para reduzir nosso limiar nuclear, mas para elevá-lo na mente do inimigo ou possível inimigo", resumiu.

A doutrina nuclear dos EUA, adotada pelo governo do presidente Donald Trump, considera a Rússia, a China, o Irã e a Coreia do Norte como ameaças potenciais e prevê o desenvolvimento e a instalação de cargas nucleares de baixa potência.

03:23 02.05.2019 Sputnik

Postar um comentário

0 Comentários