Rússia e Turquia discutem produção conjunta de S-500

Turkey's President Recep Tayyip Erdogan arrives for sessions on the second day of the NATO Summit in Warsaw, Poland. (File)
© AP Photo / Alik Keplicz


O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse que Ancara e Moscou poderão iniciar conversas sobre a produção conjunta de sistemas russos de defesa aérea S-500 após as entregas do S-400.

A Turquia tem reiterado nos últimos meses o interesse na produção conjunta do sistema S-400. Em abril, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov não descartou que alguns componentes poderiam ser produzidos em conjunto.

"O contrato da S-400 está concluído. Sob o contrato, as entregas devem começar em julho ou, talvez, até mais cedo. A Rússia nos ofereceu condições muito boas. Depois disso, falaremos sobre o S-500, incluindo a produção conjunta [desses sistemas], assim como os S-400", disse Erdogan em uma reunião transmitida pelo canal NTV.

Erdogan acrescentou que os Estados Unidos já entregaram cinco caças F-35 à Turquia. O presidente expressou confiança de que Washington cumpriria todas as suas obrigações com Ancara em relação ao programa F-35.

Em dezembro de 2017, Moscou e Ancara assinaram um contrato de empréstimo para a entrega de sistemas S-400. Desde então, a cooperação turca com a Rússia para as entregas do S-400 foi criticada pela OTAN e pelos Estados Unidos por preocupações de segurança e incompatibilidade dos sistemas de defesa antiaérea S-400 com a OTAN.

Washington ameaçou Ancara com sanções devidos aos planos turcos de aquisição dos S-400. Os norte-americanos também afirmaram que podem adiar ou cancelar o processo de venda da aeronave F-35 para a Turquia.

Ancara, por sua vez, afirmou que a compra de armas defensivas é assunto soberano, descartando a possibilidade de abandonar seus planos.

20:06 18.05.2019 Sputnik

Postar um comentário

0 Comentários