Trump deseja o retorno da catapulta a vapor nos porta-aviões para reduzir custos

Navio de assalto anfíbio USS Wasp da Marinha dos EUA
CC BY 2.0 / Página Oficial da Marinha dos EUA

Durante discurso no Memorial Day para aproximadamente 1.000 marinheiros e fuzileiros navais a bordo do USS Wasp, o presidente norte-americano, Donald Trump novamente expressou desejo de por catapultas a vapor nos porta-aviões dos EUA.

Donald Trump novamente expressou desejo de por catapultas a vapor nos porta-aviões dos EUA.

"Nós estamos gastando todo nosso dinheiro com [sistema] elétrico e ninguém sabe como ele atuará em más condições", afirmou Trump, durante conversa com fuzileiros navais, a quem ele apelidou de "monte de gente difícil" e "ousados e poderosos guerreiros no Pacífico".

"Sendo assim, acho que vou fazer um pedido, quando construirmos um novo porta-aviões, vamos utilizar vapor", completou o presidente.

Essa não é a primeira vez que Trump defende a ideia de utilizar catapultas movidas a vapor sobre os novos sistemas eletromagnéticos.

"O vapor operou perfeitamente durante aproximadamente 65 anos. E eu não vou falar sobre isso porque é um pouco antes do meu tempo, mas seu valor é superado em US$ 900 milhões [R$ 3,7 bilhões] nessa loucura de catapulta elétrica", acrescentou Trump.

A Marinha dos EUA anunciou planos para comprar mais dois porta-aviões da classe Ford no início deste ano, segundo o senador democrata Tim Kaine, membro do Comitê de Serviços Armados dos EUA.

Os porta-aviões da classe Ford não agradam a Trump, que já expressou ceticismo com relação à eficácia do Sistema de Lançamento de Aeronave Eletromagnética ( EMALS), principalmente em condições de combate.

08:04 28.05.2019 Sputnik

Postar um comentário

0 Comentários