Conheça o RS-28 Sarmat, o novo míssil balístico intercontinental da Rússia



https://www.graphicnews.com/links/pt/gn_swf/swf-38500-38999/GN38881R_PT/GN38881-Artboard_1.png

6 de março de 2019 -- O novo míssil balístico intercontinental (ICBM) da Rússia, o enorme RS-28 Sarmat com armas termonucleares, irá substituir o SS-18, o maior e mais mortífero míssil soviético da Guerra Fria.

O RS-28 Sarmat (Sármata)  (designação da OTAN: SS-X-30 Satan 2), é um substituto para o Voevoda, ou míssil SS-18 Satan, o maior e mais mortal míssil soviético da Guerra Fria.

O Sarmat pode alegadamente transportar 10 ogivas e praticamente não tem restrições de alcance.

O míssil de combustível líquido, que pesa 200 toneladas, é capaz de liberar dez grandes ogivas termonucleares com um rendimento explosivo de até 750 quilotons. A bomba atômica de Hiroshima estava em torno de 15 quilotons.

O Sarmat também pode entregar o novo veículo de planeio hipersônico (HGV) Avangard da Rússia, capaz de transportar uma carga nuclear a 20 vezes a velocidade do som.

A alta velocidade, a baixa trajetória e a capacidade de manobra durante o voo do Avangard podem torná-lo imune à interceptação pelo escudo antimísseis THAAD dos EUA.

Com um alcance de mais de 10.000 km, o Sarmat pode realizar um voo circunferencial e atingir alvos no outro lado do planeta a partir de direções inesperadas dentro de uma hora.

A produção em série do míssil RS-28 Sarmat deverá começar em 2020.

03-07-2019 Graphicnews

Postar um comentário

0 Comentários