Espanha poderá receber mais unidades militares dos EUA ignorando parlamento

Aviões da Força Aérea F-22 Raptors e F-15 Eagles (foto de arquivo) [© AP Photo / Greg Baker]

O governo da Espanha considerou a possibilidade de instalação no território de um contingente adicional das Forças Armadas dos Estados Unidos sem autorização do parlamento, informou a mídia espanhola.

O atual governo da Espanha permitiu o estacionamento de efetivos norte-americanos adicionais em uma base naval no sul do país evitando a necessidade de atualizar o atual acordo bilateral, anunciou o El País.

A edição recordou que as emendas necessárias deveriam ser aprovadas pelos parlamentares. Por sua vez, o governo do país considera a instalação das novas unidades norte-americanas como uma parte do contingente estadunidense já estacionado na Espanha.

A base naval espanhola de Rota, localizada na província de Cádiz, a oeste do estreito de Gibraltar, fornece abastecimento, cargas, combustível e logística para os navios de guerra da OTAN e dos EUA.

Nessa base estão estacionados pequenos contingentes do Exército e da Força Aérea estadunidenses, mas os EUA financiam-na completamente.

El País detalhou, citando altos responsáveis, que o esquadrão da base consiste de seis helicópteros Sikorsky SH-60 Seahawk bem como de 30 pilotos e mecânicos.

Em conformidade com o acordo de defesa de 1988, os Estados Unidos têm direito a estacionar 4.250 efetivos militares e mil civis.

Anteriormente, a 6ª Frota da Marinha dos EUA anunciou que os quatro destróieres da classe Arleigh Burke equipados com mísseis de cruzeiro, estacionados na base naval Rota, seriam substituídos por outros mais novos. Mais, a Marinha norte-americana informou que enviaria um esquadrão de ataque naval de helicópteros.

12:19 12.06.2019(atualizado 13:21 12.06.2019) Sputnik

Postar um comentário

0 Comentários