Especialista militar revela potencial da novíssima estação de radar invisível russa


Na Rússia foi desenvolvida uma estação de radar que não pode ser detectada do ar, ou seja, é invisível para aviões e drones.

A estação de radar Tropa (Trilho, em português), invisível para aeronaves e drones de reconhecimento, acaba de ser desenvolvida na Rússia, informou à Sputnik Aleklsandr Petrov, diretor-geral da empresa fabricante, a OKB-Planeta.

"A ideia é simples - usar a reflexão das torres de transmissão de TV e comunicação móvel, ou seja, o radar funciona em modo de recepção e não irradia nada, por isso "não é visível nem audível", disse ele.

A estação já passou com sucesso nos testes. "Há um interesse de potenciais clientes", disse Petrov. Segundo ele, não se trata apenas dos militares e órgãos de segurança, mas também de clientes privados que querem garantir a privacidade e não querem "ser vigiados por drones".

Сaracterísticas e possível aplicação

Vadim Kozyulin, professor da Academia de Ciências Militares, observou para o serviço russo da Rádio Sputnik que o novo radar tem alta precisão.

"O alcance de detecção por esta tecnologia é muito grande - centenas de quilômetros. É possível não só detectar, digamos, um avião, mas também podemos identificar o seu tipo e o equipamento de que dispõe pela totalidade dos sinais que emite", disse Vadim Kozyulin.

Segundo o especialista, a estação será usada nas esferas militar e civil. Para os militares, esse equipamento também é interessante por sua furtividade - não tem antena emissora e, portanto, é praticamente impossível ser detectado e alvejado com mísseis antiradar.

"A estação também é aplicável na esfera civil, para controlar o espaço aéreo. Devemos também notar que esta tecnologia tem um grande potencial de modernização, já que sua principal parte é constituída por software", concluiu ele.

06:47 29.06.2019(atualizado 06:57 29.06.2019) Sputnik

Postar um comentário

0 Comentários