Militares dos EUA ficam perdidos, invadem vilarejo romeno e culpam o mau tempo

© Inquam Photos/Ovidiu Micsik/via Reuters/ FILE PHOTO

Os agricultores da idílica região rural da Romênia tiveram uma surpresa desagradável quando foram repentinamente cercados por soldados dos EUA, enquanto veículos de combate blindados de apoio atravessaram seus campos, destruindo hectares de plantações.

Aparentemente abrindo caminho para a ex-PM britânica Theresa May, as tropas americanas dirigiram um tanque, um Humvee e um veículo de combate de infantaria Bradley através de campos indefesos de trigo, girassol e milho em Stelnica, uma aldeia no Danúbio a sudeste de Bucareste. A investida agrícola de quinta-feira assustou seriamente os moradores locais, alguns dos quais conseguiram capturar o incidente diante das câmeras.



Os proprietários disseram a um site local sobre questões agrícolas que eles haviam sido pegos totalmente de surpresa: quando viram fumaça pela primeira vez sobre os campos, pensaram que havia um incêndio. A visão dos veículos militares só tornou as coisas mais confusas, uma vez que os agricultores não sabiam que os veículos faziam parte dos exercícios programados da OTAN.

Nós entramos na área entre os tanques, mas eles não nos notaram. Eles nos desafiaram, passaram dos campos de girassol para os de milho e depois para os de trigo.

Quando a polícia romena finalmente chegou, eles lançaram alguma luz sobre a situação. Aparentemente, os americanos confundiram suas coordenadas, acabando nos campos dos fazendeiros a caminho de Bordusani, a cerca de 10 quilômetros ao norte, local designado dos exercícios para manobras da OTAN com duração de uma semana, de codinome Sabre Guardian 2019.

O Exército dos EUA disse que sua unidade cruzou a área de terras privadas como resultado de "condições climáticas adversas", segundo a mídia local.

Embora ainda não haja estimativa total dos danos causados, uma declaração da secretaria de defesa romena indicou que os rebeldes destruíram hectares de plantações. Autoridades locais já iniciaram um processo para buscar compensação.

O caminho errado em Stelnica fez com que as forças americanas se atrasassem para o exercício dos jogos de guerra, que este ano também envolve tropas romenas, búlgaras, húngaras, albanesas, bósnias e turcas. Os exercícios visam fomentar a integração militar multinacional entre os aliados da OTAN na Europa Oriental e estão entre a meia dúzia de exercícios previstos para o verão próximos à fronteira com a Rússia.

21 Jun, 2019 17:10 RT

Postar um comentário

0 Comentários