Putin: Rússia é líder na criação de armamento moderno mesmo gastando modestamente

O caça polivalente MiG-31 com míssil hipersônico russo Kinzhal durante a parte aérea dos ensaios do desfile militar do Dia da Vitória em Moscou [© Sputnik / Vladimir Sergeev]

Na quinta-feira (20), durante a linha direita com cidadãos, o presidente russo, Vladimir Putin, comentou vários assuntos da situação interna e externa do país.

Segundo Vladimir Putin, a Rússia ocupa apenas a sétima posição em termos de gastos militares no mundo, enquanto os EUA ocupam a primeira posição, e a China – a segunda.

De acordo com o líder russo, apesar de ter gastos modestos com a Defesa, em comparação com outros países, a Rússia assegura não apenas a paridade nuclear, mas também, consegue se manter a dois ou três passos à frente dos outros.

"Não obstante os gastos militares relativamente modestos, nós garantimos não apenas a paridade militar e nuclear, mas ficamos a dois ou três passos à frente de nossos competidores, já que nenhum país do mundo possui um armamento tão moderno e tecnológico como o nosso. Em me refiro aos mísseis hipersônicos", disse o presidente.

Tendência é redução de gastos militares

Vladimir Putin apontou também que a Rússia vem diminuindo os gastos com defesa.

"O mais curioso é que nós, talvez, sejamos a única grande potência militar a reduzir gastos militares", indicou.

Ele explicou que, em 2017, os gastos militares da Rússia correspondiam a 3,4% do PIB, já em 2018 – a um pouco mais de 3%, e em 2019 – a 2,9%.

"No ano que vem corresponderá a 2,87%, em 2021 – a 2,8%. Posso estar enganado sobre os números decimais, mas a tendência é a redução dos gastos militares. Nenhum outro país grande do mundo faz isso", disse Vladimir Putin.

09:37 20.06.2019(atualizado 10:19 20.06.2019) Sputnik

Postar um comentário

0 Comentários