Putin: sanções custaram a Europa US$ 240 bilhões, enquanto a Rússia perdeu US$ 50 bilhões

Funcionários da fábrica de automóveis Renault [© Reuters / Philippe Wojazer]

As restrições econômicas ocidentais privaram a economia russa de US$ 50 bilhões, mas a União Europeia foi mais duramente atingida, perdendo US$ 240 bilhões desde 2014, segundo o presidente russo Vladimir Putin.

Outros países também sentiram o impacto das sanções anti-Rússia, disse Putin ao responder às perguntas dos cidadãos durante a sessão anual de Perguntas e Respostas da Linha Direta em Moscou, na quinta-feira. Os EUA, que não têm o maior volume de negócios com a Rússia, perderam US$ 17 bilhões devido a sanções, enquanto o Japão perdeu US$ 27 bilhões.

“Isso afeta os empregos nesses países, incluindo a União Europeia. Eles perderam nosso mercado”, afirmou o presidente russo.

Putin acrescentou que é improvável que o Ocidente mude significativamente sua atitude em relação à Rússia tão cedo, então a Rússia deve fortalecer sua economia para garantir seu "lugar ao sol".

A Rússia conseguiu se beneficiar da pressão econômica do Ocidente, de acordo com o presidente, quando o país começou a eliminar gradualmente as importações e substituí-las por produtos feitos no país, mesmo em setores nos quais não tinha experiência. Como exemplo, Putin disse que, antes das sanções, a Rússia nunca produziu motores náuticos, mas os desenvolveu por necessidade, com alguns até mesmo superando os análogos estrangeiros. O mesmo se aplica à engenharia de transporte e indústria de energia, acrescentou ele.

A declaração do presidente Putin veio pouco antes de a União Europeia estender as sanções econômicas contra a Rússia por mais um ano. A decisão foi anunciada na quinta-feira.

Os EUA e a UE introduziram sanções econômicas contra a Rússia em 2014, depois de acusar Moscou de envolvimento no conflito no leste da Ucrânia, uma reivindicação que tem sido repetidamente negada pelo Kremlin. As medidas foram ampliadas por várias razões não comprovadas, incluindo a alegada intromissão da Rússia nas eleições presidenciais de 2016 nos EUA. A cada vez Moscou respondeu com medidas retaliatórias.


20 Jun, 2019 10:47(atualizado 20 Jun, 2019 13:27) RT

Postar um comentário

0 Comentários