Sikorsky transforma o helicóptero Black Hawk em drone pesado

Sikorsky UH-60A Black Hawk

A fabricante norte-americana de helicópteros Sikorsky irá transformar o antigo helicóptero UH-60A em um moderno Optical Piloted Vehicle (Veículo Pilotado Visualmente), anunciou a gigante aeroespacial em 6 de junho.

O UH-60A Black Hawk tem sido o helicóptero utilitário da linha de frente do Exército há 40 anos. Batizado em homenagem ao chefe guerreiro nativo americano e líder da tribo Sauk no Centro-Oeste, Black Hawk, o primeiro UH-60A foi aceito pelo Exército em 1978 e entrou em serviço em 1979 quando foi entregue aos componentes de aviação das 101º e 82º Divisões Aerotransportadas.

Desde então, o Black Hawk acumulou mais de 9 milhões de horas de voo e apoiou soldados em todas as principais operações de contingência executadas pelo Exército, incluindo Granada, Panamá, Iraque, Somália, os Bálcãs, Afeganistão e todo o Oriente Médio.

E agora, um kit de tecnologia desenvolvido pela Sikorsky, uma unidade comercial da Lockheed Martin, fornece ao Black Hawk comandos de voo com controle total fly-by-wire, marcando o primeiro passo para transformar a aeronave em um Veículo Pilotado Visualmente.

O voo de 29 de maio marcou o início oficial do programa de testes de voo para a futura aeronave pilotada visualmente. Em seguida ao voo de teste, o objetivo será ampliar sua cobertura durante o verão, levando a um voo totalmente autônomo (zero pilotos) em 2020.

“Esta tecnologia traz uma nova dimensão de segurança, confiabilidade e capacidade para os helicópteros existentes e futuros e para aqueles que dependem deles para completar suas missões”, disse Chris Van Buiten, vice-presidente da Sikorsky Innovations. “Estamos animados em transformar uma aeronave controlada mecanicamente em uma por controles fly-by-wire. Este voo demonstra o próximo passo para tornar em realidade aeronaves pilotadas por opção e de maneira ideal”.

Este é o primeiro kit de adaptação para controle total fly-by-wire  desenvolvido pela Sikorsky que removeu completamente os controles mecânicos de voo da aeronave.



Através do programa da DARPA do Sistema de Automação de Dentro da Cabine de Avião (ALIAS), a Sikorsky está desenvolvendo uma abordagem OPV que descreve como autonomia direcionada ao piloto para dar às operadoras a confiança necessária para pilotar aeronaves de maneira segura, confiável e acessível em modos pilotados de forma otimizada, permitindo voos com duas, uma ou tripulação zero. O programa visa melhorar a decisão do operador, auxiliando nas operações tripuladas, ao mesmo tempo em que possibilita ambas operações não tripuladas ou reduzidas.

A Sikorsky vem demonstrando sua tecnologia MATRIX em um S-76B modificado chamado Sikorsky Autonomy Research Aircraft (SARA). A aeronave, que está em testes desde 2013, tem mais de 300 horas de voo autônomo.

A Sikorsky anunciou em março que sua atualização da frota de helicópteros S-92 incluirá a introdução da primeira fase da tecnologia MATRIX, que trará poder de computação avançado para a plataforma. Essa base permite a adoção de tecnologia de pouso autônoma.

07-06-2019 Defense Blog

Postar um comentário

0 Comentários