'Radar voador': revelados detalhes dos testes do mais novo avião de vigilância da Rússia

Aeronave russa de alerta e vigilância de longo alcance A-100

O programa de testes da nova geração russa de aeronaves de alerta e vigilância de longo alcance A-100, conhecido como "radar voador", está indo em conformidade com o cronograma, disse o presidente executivo do consórcio Vega, Vyacheslav Mikheev.

O último voo de teste do avião ocorreu nesta sexta-feira (26).

"O programa de testes está sendo implementado de acordo com o calendário. Continuamos obtendo os resultados e as características de que precisamos", disse Mikheev.

O avião A-100 de alerta e controle (AWACS) foi desenvolvido a partir da aeronave Il-76MD-90A. Está dotado de um sistema de radar desenhado pelo consórcio Vega (integra a Rostec) para detectar e seguir diversos alvos simultaneamente, bem como para guiar aviões de combate em missão contra alvos aéreos, terrestres e marítimos. O avião foi construído em cooperação pela Vega, Beriev TANTK e uma série de outras empresas do complexo militar-industrial do país.

O avião A-100 tem uma carenagem com um sistema de antena único e o mais recente equipamento de radar, que permite aumentar rapidamente o campo de vigilância em uma determinada direção operacional.

Superior a análogos

As capacidades do A-100 são significativamente superiores às dos seus homólogos nacionais e estrangeiros, incluindo os aviões AWACS E-3 da Força Aérea dos EUA.

O "radar voador" foi desenvolvido em conexão com o surgimento de novas classes de alvos e a criação de uma nova geração de caças, relatou anteriormente o Ministério da Defesa da Rússia, informando que as entregas dos A-100 às Forças Armadas da Rússia começarão em 2020.

"São poucos os países no mundo que produzem este tipo de equipamento aeronáutico. O nível do complexo russo mais inovador pode ser considerado como insuperável", afirmou em fevereiro o diretor industrial do grupo de aviação da Rostec, Anatoly Serdyukov.

07:38 27.07.2019 (atualizado 07:43 27.07.2019) Sputnik

Postar um comentário

0 Comentários