Rússia denuncia ameaças contra parceiros que compram armamento de sua fabricação

Sistema antiaéreo S-400 durante um desfile militar em Moscou

Alguns países importadores de armas russas estão recebendo "ameaças meio mafiosas" por causa da cooperação com a Rússia, afirmou na terça-feira (23) o diretor do Serviço Federal de Cooperação Técnico-Militar, Dmitry Shugaev.

"Há muitos exemplos em que a pressão política se transforma em pressão meio mafiosa, quando obrigam os nossos parceiros a obedecer, com ameaças diretas de consequências para estas ou aquelas estruturas. Isso sempre afeta os dirigentes, somos todos humanos e é difícil resistir a isso", disse Shugaev na Duma de Estado (Parlamento) da Rússia.

Entretanto, segundo ele, a Rússia compreende que essa pressão, incluindo a forma de sanções, não vai acabar nos próximos anos. "Temos de viver com isso", constatou o chefe da entidade.



Perspectivas comerciais do S-400

A quantidade de interessados na compra do sistema de defesa antiaérea S-400 russo não diminuiu, apesar da pressão dos EUA sobre a Turquia por causa da compra desses sistemas, afirmou Shugaev.

"O fato é que o sistema S-400 é o melhor sistema [de defesa antiaérea], estou fazendo propaganda do sistema com muito prazer. Posso dizer que os interessados na compra do S-400 não diminuíram. Estamos gratos aos nossos colegas turcos por sua firmeza. O contrato foi realizado, nesta semana terminamos a primeira fase do fornecimento", disse Shugaev, respondendo a perguntas dos jornalistas.

11:01 23.07.2019 (atualizado 11:08 23.07.2019) Sputnik

Postar um comentário

0 Comentários