Rússia está disposta a fornecer caças Su-35 à Turquia

Caças russos Su-35S realizam voos no âmbito das celebrações dedicadas aos cem anos da formação do regimento de aviação de combate da Força Aérea russa e da Defesa Aérea do Distrito Militar Oriental

Em comunicado oficial, o CEO da corporação estatal russa Rostec, Sergei Chemezov afirmou que a Rússia está disposta a fornecer caças Su-35 à Turquia.


"Se nossos colegas turcos expressarem tal desejo, estamos dispostos a trabalhar na entrega dos caças Su-35", afirmou.

Uma fonte militar turca afirmou que ainda é cedo para falar sobre a compra de caças russos Su-35 pela Turquia, essa proposta será analisada pelo presidente Tayyip Erdogan.

"Ainda é cedo para falar sobre a compra de caças russos Su-35 pela Turquia. O nosso estimado presidente avaliará esse assunto importante. Também será ele a emitir a respectiva declaração", segundo informou a fonte à Sputnik.

Os modernizados caças Su-35 possuem uma aviônica renovada, além de uma estrutura leve, capacidade de empuxo vetorial de três dimensões e uma grande variedade de armamento, incluindo o míssil de classe 'ar-ar' R-77, que pode fazer frente aos mísseis norte-americanos AIM-120 AMRAAM, e a versão antinavio dos mísseis russos Kalibr.

Um caça russo Su-35S do grupo de acrobacia aérea Sokoly Rossii voando sobre o aeródromo Tsentralnaya Uglovaya, perto de Vladivostok
As relações entre Turquia e EUA vivem momento de tensão devido a Ancara ter comprado os sistemas russos de defesa aérea S-400.

A Turquia tinha encomendado mais de 100 caças F-35 dos EUA, entretanto, em meio às tensões, o presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que os turcos não receberiam os aviões caso adquirissem os sistemas russos.

Além da proibição de compra e remoção do programa F-35, os EUA podem vir a impor sanções contra a Turquia.


Perante a situação, o ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, teria afirmado que Ancara poderia adquirir caças russos.

Por sua vez, a Rússia afirmou que estaria “pronta para cooperar” com a Turquia na questão da venda seus caças a Ancara.

07:01 18.07.2019 (atualizado 10:03 18.07.2019) Sputnik

Postar um comentário

0 Comentários