Turquia irá considerar a compra de caças russos se for excluída do programa F-35

Caças F-35 Lightning preparando-se para decolar da base da Força Aérea de Barksdale, EUA, 12 de outubro de 2018

Washington tem ameaçado a Turquia de excluir o país do seu programa de fabricação dos caças polivalentes F-35 devido à decisão de Ancara de adquirir os sistemas russos de defesa antiaérea S-400.

Os EUA argumentam que este armamento russo não é compatível com os padrões da OTAN.

Para além disso, segundo os EUA, a implantação dos sistemas S-400 na Turquia poderia permitir à Rússia recolher informações críticas que enfraqueceriam a OTAN e comprometeriam o caça furtivo americano F-35, que as companhias turcas estão ajudando a construir.

Agora, a Turquia pode decidir comprar caças russos se os Estados Unidos bloquearem a participação de Ancara no programa dos seus caças F-35, informa a Bloomberg, citando altos funcionários turcos.

"Se a Turquia for excluída do programa F-35, o país procurará outras alternativas, inclusive jatos russos, enquanto tenta desenvolver seus próprios aviões de guerra e mísseis balísticos para uso interno e exportação", disseram autoridades turcas citadas pela edição.

Os EUA têm advertido reiteradamente a Turquia de que esta não poderá participar no programa de desenvolvimento e aquisição dos caças F-35 se comprar à Rússia os sistemas de mísseis antiaéreos S-400.

Por sua parte, o presidente turco, Recep Erdogan, reafirmou na semana passada durante a reunião com o seu homólogo russo Vladimir Putin, às margens da cúpula do G20 que decorreu no Japão, que o processo de entrega dos sistemas S-400 será realizado "sem demoras".

Nesta segunda-feira, o canal turco NTV citou declarações do presidente turco de que a entrega dos S-400 a Ancara se realizará nos próximos dez dias.

07:39 02.07.2019(atualizado 07:46 02.07.2019) Sputnik

Postar um comentário

0 Comentários