Caças MiG-29 da Síria recebem atualização crítica


Caças MiG-29 da Síria recebem atualização para virar o jogo

Nos últimos dias, notícias - baseadas em novas evidências - começaram a circular, mostrando que alguns dos caças MiG-29, raramente vistos na Síria, receberam uma grande atualização em seus sistemas de combate.


A atualização de origem bielorrussa é especificamente defensiva - um módulo de contramedidas eletrônicas denominado 'Talisman ADS'.

O sistema leva capacidades defensivas de contramedidas eletrônicas do século 21 aos MiG-29 da Síria contra mísseis antiaéreos (AAM) e lançados da superfície (SAM) que usam radar ou infravermelho como base de sua orientação.


Além disso, o sistema ADS Talisman tem um módulo de link de dados embutido no módulo defensivo para ajudar a reduzir consideravelmente a chance de ocorrência de fogo amigo além do alcance visual (BVR) usando mísseis guiados por radar e também para ajudar a confirmar aeronaves desconhecidas assim que o radar as detecta como hostis, neutras (civis) ou amigas  - dando tempo de resposta máximo ao piloto.

Dado que os MiG-29 da Síria são conhecidos por possuírem mísseis russos guiados por radar ativo R-77 (designados Fox-3 pela OTAN), o que lhes confere uma moderna capacidade ofensiva, o Talismã completa o conjunto como um moderno pacote defensivo.

Apesar das atualizações críticas de modernização fornecidas aos MiG-29 da Síria, a realidade é que a frota de MiG-29 (a única aeronave de 4ª Geração em operação) ainda é numericamente inferior  em comparação com as forças aéreas modernas de rivais vizinhos, como Israel e Turquia (com uma estimativa pré-guerra de pouco mais de 60 aeronaves).

Traduzido por Pacto de Varsóvia.

24 de agosto de 2019 14:46:08 Muraselon

Postar um comentário

0 Comentários