China descarta as acusações de Bolton de roubo de tecnologia como 'calúnia'




As declarações recentes do conselheiro de segurança nacional dos EUA John Bolton, que acusou Pequim de roubar tecnologias, provocaram uma reação irada da China, com o embaixador do país na Ucrânia definindo-as como "calúnias".


"As declarações de Bolton sobre o suposto roubo de tecnologia da China em outros países são pura calúnia", disse o embaixador Du Wei durante uma coletiva de imprensa na sexta-feira.

Os comentários inflamatórios foram proferidos por Bolton no início desta semana, durante sua visita oficial à Ucrânia. Entre outras coisas, a principal secretário dos EUA acusou Pequim de roubar planos do caça F-35, alegando que a mais nova aeronave do país parece exatamente a mesma. Embora não esteja claro imediatamente a que avião chinês Bolton se refere exatamente, suas declarações causaram irritação.


Além das tecnologias militares - incluindo o precioso F-35 - Washington acusou repetidamente Pequim de roubar também tecnologia civil.

A gigante chinesa de telecomunicações Huawei, Huawei, aparentemente sofreu o baque, já que a empresa está atualmente enfrentando uma série de ações judiciais nos EUA, por violação de direitos autorais.

Na quinta-feira, o Wall Street Journal informou que os promotores norte-americanos lançaram uma nova investigação sobre as supostas atividades da Huawei, incluindo roubar tecnologia de indivíduos e outras empresas, bem como recrutar novos funcionários de empresas rivais. A empresa de telecomunicações, por sua vez, sempre rejeitou as alegações de roubo dos EUA, descartando-as como  "motivadas politicamente".

Traduzido por Pacto de Varsóvia.

30 de agosto de 2019 às 15:15 Hora da edição: 30 de agosto de 2019 às 15:53 RT

Postar um comentário

0 Comentários