EUA testam míssil de cruzeiro BANIDO pelo tratado INF



As Forças Armadas dos EUA testaram um míssil de cruzeiro lançado do solo com um alcance de mais de 500 quilômetros, confirmou o Pentágono. Essas armas foram proibidas pelo tratado de controle de armas INF, que os EUA abandonaram este mês.


O teste de voo de um "míssil de cruzeiro convencionalmente configurado lançado do solo" foi realizado em 18 de agosto na ilha de San Nicolas, na Califórnia, disse o Departamento de Defesa dos EUA na segunda-feira. Após o lançamento bem-sucedido, o míssil atingiu seu alvo a mais de 500 km de distância.

Armas com alcance entre 500km e 5.000km foram proibidas pelo tratado das Forças Nucleares de Alcance Intermediário, um mecanismo chave de controle de armas que ajudou a reduzir as tensões nucleares da Guerra Fria quando foi assinado em 1987.

Em fevereiro deste ano, os EUA anunciaram que deixariam o tratado, acusando a Rússia de ter um sistema de mísseis não compatível. Moscou negou as acusações e convidou inspeções do sistema, mas ninguém aceitou a oferta. O tratado expirou em 1 de agosto.


O governo Trump já havia sinalizado que estava determinado a sair do INF em outubro de 2018, quando o assessor de segurança nacional John Bolton o descreveu como uma "relíquia da Guerra Fria" durante sua visita a Moscou.

"Há uma nova realidade estratégica lá fora", disse Bolton a jornalistas na época, descrevendo o INF como um "tratado bilateral em um mundo de míssil balístico multipolar", que se aplicava apenas aos EUA e à Rússia na Europa e não fez nada para restringir as ações da China, Irã ou Coréia do Norte.

O INF foi o segundo maior tratado de controle de armas da Guerra Fria que os EUA lideraram no desmantelamento, após o desaparecimento do tratado de mísseis antibalísticos (ABM) em 2001. O único tratado de controle de armas remanescente, o New START, deve expirar em Fevereiro de 2021.

Traduzido por Pacto de Varsóvia.

19 ago, 2019 16:29 Hora editada: 19 ago, 2019 19:33 RT

Postar um comentário

0 Comentários