Conheça a nova fragata da classe Admiral Gorshkov da Marinha Russa

Fragata Admiral Gorshkov

A classe Admiral Gorshkov, designação russa Projeto 22350, é a mais nova classe de fragatas sendo construídas pelo estaleiro Severnaya Verf em São Petersburgo para a Marinha Russa. A classe foi projetada pela Divisão de Projetos Severnoye  e incorpora o uso de tecnologia furtiva. Até o momento, seis navios da classe foram encomendados e programados para entrega em 2025. O navio líder da classe, Admiral Gorshkov, foi comissionado em 28 de julho de 2018.


Visão geral da classe
Nome:Almirante Gorshkov classe
Construtores:Severnaya Verf , São Petersburgo
Operadores: Marinha russa
Precedido por:
  • Classe Neustrashimyy
  • Classe Krivak
Planejado:15
Construção:4
Concluído:2
Ativo:1
Características gerais
Tipo:Fragata de mísseis guiados
Deslocamento:
  • Padrão: 4.500 toneladas
  • Carregado: 5.400 toneladas
Comprimento:135 m (443 pés)
Boca:16 m (52 ​​pés)
Calado:4,5 m (15 pés)
Propulsão:
  • CODAG de 2 eixos;
  • motores diesel de cruzeiro 10D49 , 5.200 shp (3.900 kW);
  • M90FR impulso turbinas a gás 27500 SHP (20.500 kW);
  • Total: 65,400 shp (48,800 kW)
Velocidade:29,5 nós (54,6 km / h; 33,9 mph)
Alcance:4.850 milhas náuticas (8.980 km; 5.580 milhas) a 14 kn (26 km / h; 16 mph)
Autonomia:30 dias
Tripulantes:210
Sensores e
sistemas de processamento:
  • Radar de busca aérea (S): Radar principal Furke-4 5P-27 para detecção, rastreamento e direcionamento de alvos aéreos e de superfície, radar de matriz ativa faseada Poliment 5P-20K de 4 faces para busca, rastreamento e orientação/gerenciamento
  • Radar de busca de superfície: busca de superfície Monolit 34K1, AShM e radar adicional de direcionamento de artilharia 
  • Sistema de controle de fogo por radar da artilharia principal: Puma 5P-10
  • Sonar: sonar Zarya M, sonar rebocado Vinyetka
  • Navegação: 3 × radares Pal-N
  • Outros: 2 × iluminadores de alvo na superestrutura traseira do Palash CIWS
  • Comunicações: Vigstar Centaurus-NM
  • Sistemas eletro-ópticos: 2 × MTK-201M e 2 × 5P-520
  • Sistema de combate: Sigma / Sigma 22350
Guerra eletrônica
e chamarizes:
  • Suíte EW: Prosvet-M
  • Contramedidas:
  • 2 × PU KT-308
  • 8 × PU KT-216
  • Filme 2 × 5P-42
Armamento:
  • 1 canhão naval de 130 mm Amethyst/Arsenal A-192M 
  • 16 (2 × 8) células UKSK VLS para mísseis anti-navio/cruzeiro KalibrOniks ou Zircon
  • 24 (3 × 8) células UKSK VLS para mísseis Kalibr, Oniks ou Zircon (Almirante Amelko e Almirante Chichagov)
  • 32(2 × 16) Redut células VLS para 9M96, 9M96M, 9M96D / 9M96DM (M2) e/ou 
  • conjunto quádruplo de mísseis superfície-para-ar 9M100
  • 2 × Kashtan CIWS
  • Tubos de torpedo de 2 × 4 330 mm para torpedos anti-torpedo / anti-submarino Paket-NK
  • Metralhadoras de pedestal MTPU de 2 × 14,5 mm
Aeronaves transportadas:1 × helicóptero da série Ka-27
Instalações de aviação:Heliporto e hangar para um helicóptero

Arranjo dos principais sistemas da classe Admiral Gorshkov
Arranjo dos principais sistemas da classe Admiral Gorshkov


História

O projeto do navio, desenvolvido pela Divisão de Projetos Severnoye em São Petersburgo, foi aprovado pelo Comando Naval em julho de 2003. O plano é substituir completamente as classes Sovremenny e Krivak em quatro frotas russas.

O navio principal, Admiral Gorshkov ou seu nome completo - Almirante Gorshkov da Frota da União Soviética, foi batizado em 1 de fevereiro de 2006 no estaleiro Severnaya Verf, em São Petersburgo. No final de outubro de 2008, o vice-primeiro-ministro russo, Sergei Ivanov, disse que a construção oportuna de navios de combate é uma tarefa prioritária da indústria de construção naval da Rússia e anunciou que o primeiro navio da classe estaria pronto até 2011. A data de conclusão do navio principal estava inicialmente prevista para 2009, mas foi mais tarde adiada, assim como a data de comissionamento.

Fragata do Projeto 22350 Admiral Gorshkov
Fragata do Projeto 22350 Admiral Gorshkov

Em 24 de junho de 2009, durante a Expo Naval Internacional "МВМС-IMDS 2009", o comandante em chefe da marinha russa, almirante Vladimir Vysotsky, anunciou que a produção de uma segunda fragata da classe Admiral Gorshkov começaria em Severnaya Verf no final de o ano. Em novembro de 2009, o estaleiro Severnaya Verf anunciou que começaria a construção em 26 de novembro do segundo navio da classe, a Admiral Kasatonov. O navio foi batizado em uma cerimônia com a presença de representantes da Marinha Russa, da administração de São Petersburgo e do almirante Igor Kasatonov - filho do homônimo do navio, Vladimir Kasatonov. Em dezembro de 2014, um motor da Admiral Kasatonov foi transferido para a Admiral Gorshkov.

Fragata Admiral Kasatonov
Fragata Admiral Kasatonov

A primeira fragata foi lançada na doca de lançamento em 29 de outubro de 2010. O navio estava apenas 40% completo e depois começou a ser montado. Atualmente, foram instalados os principais equipamentos e sistemas mecânicos que fornecem um lançamento seguro, incluindo turbina combinada a diesel e gás (CODAG), conjuntos de engrenagens, eixos e hélices e instalações para fornecimento de energia elétrica. Trabalhos adicionais seriam realizados no cais de montagem do estaleiro.

A Marinha Russa estabeleceu um requisito para 20 a 30 desses navios. Até agora, o estaleiro Severnaya Verf anunciou ter recebido pedidos de seis unidades. De acordo com o vice-almirante Viktor Bursuk , vice-comandante da Marinha Russa em armamento, a Marinha Russa precisa de nada menos que 15 fragatas desse tipo nas versões básica e atualizada.


Em agosto de 2012, o estaleiro recebeu empréstimos no valor de RUB 16,23 bilhões (US$ 510 milhões) do Sberbank, de propriedade do estado, para facilitar o projeto de construção da fragata.

Os dois primeiros navios da classe possuem turbinas a gás da Zorya-Mashproekt da Ucrânia. Após a crise da Crimeia em 2014 , a indústria ucraniana se recusou a fornecer à Rússia tecnologia militar. Como resultado, a NPO Saturn foi contratada para projetar motores nacionais. As previsões iniciais esperavam que esses novos motores estivessem disponíveis em 2017-18, permitindo que os navios fossem comissionados a partir de 2020; no entanto, após a intervenção do governo russo, o plano foi antecipado.

A primeira fragata da classe, a Admiral Gorshkov, foi comissionada em 28 de julho de 2018.

Os testes do sistema de mísseis de defesa aérea russo Poliment-Redut, com alcance de 150 km, com um radar de matriz ativa faseada para as fragatas da série 22350 foram concluídos, anunciou em fevereiro de 2019 o comandante em chefe do almirante da marinha russa Vladimir Korolev.


Em segundo plano o radar de matriz ativa faseada Poliment 5P-20K e o radar de controle de fogo Puma 5P-10 a sua frente
Em segundo plano o radar de matriz ativa faseada Poliment 5P-20K e o radar de controle de fogo Puma 5P-10 a sua frente

Em fevereiro de 2019, foi relatado que a Admiral Gorshkov e a Admiral Kasatonov estavam equipados com uma versão naval do novo sistema de contramedida eletro-óptica 5P-42 Filin. O Filin dispara um feixe semelhante a uma luz estroboscópica que afeta a visão do combatente inimigo, dificultando a mira à noite. Durante o teste, os voluntários usaram fuzis e canhões para atirar em alvos que estavam protegidos pelo sistema e relataram ter problemas para mirar porque não podiam ver. Além disso, cerca de metade dos voluntários disse que se sentiu tonto, enjoado e desorientado. Cerca de 20% dos voluntários relataram ter alucinações.

Estação de interferências óticas Filin
Estação de interferências óticas Filin

Em março de 2019, a Divisão de Projetos Severnoye supostamente concluiu o projeto da fragata do Projeto 22350M atualizada e começou a trabalhar na documentação técnica do navio. Acredita-se que as fragatas do Projeto 22350M incorporem um número maior de células VLS com a combinação de 48 mísseis Kalibr, Oniks e Zircon, enquanto deslocam cerca de 7.000 toneladas.

Em 9 de abril de 2019, o ministro da Defesa russo Sergey Shoygu anunciou que mais duas fragatas do Projeto 22350 seriam batizadas em 23 de abril de 2019.

Em 23 de abril de 2019, duas fragatas do Projeto 22350 modificadas, a Admiral Amelko e a Admiral Chichagov, foram batizadas em Severnaya Verf, em São Petersburgo, durante uma cerimônia com a presença do presidente russo Vladimir Putin. As duas novas fragatas serão equipadas com 24 células VLS para mísseis de cruzeiro Kalibr, Oniks ou Zircon, em oposição a 16 células VLS instaladas nas quatro primeiras fragatas da classe. Sua entrega à Marinha da Rússia está prevista para 2024 e 2025, respectivamente.


Projeto

A classe Admiral Gorshkov é a sucessora das fragatas da classe Neustrashimyy e Krivak. Ao contrário de seus antecessores da era soviética, os novos navios são projetados para várias funções. Eles devem ser capazes de executar ataques de longo alcance, conduzir guerra antissubmarina e realizar missões de escolta.

Navios

NomeHomônimoConstrutoresBatismoLançadoEncomendadoFrotaStatus
Admiral GorshkovSergey Georgiyevich GorshkovSevernaya Verf , São Petersburgo1 de fevereiro de 200629 de outubro de 201028 de julho de 2018NorteAtivo
Admiral KasatonovVladimir Afanasyevich KasatonovSevernaya Verf, São Petersburgo26 de novembro de 200912 de dezembro de 20142019NorteEm testes no mar
Admiral GolovkoArseniy Grigoriyevich GolovkoSevernaya Verf, São Petersburgo1 de fevereiro de 20122021NorteEm construção
Admiral IsakovIvan Stepanovich IsakovSevernaya Verf, São Petersburgo14 de novembro de 20132022NorteEm construção
Admiral AmelkoNikolai Nikolayevich AmelkoSevernaya Verf, São Petersburgo23 de abril de 20192024Em construção
Admiral ChichagovVasily Yakovlevich ChichagovSevernaya Verf, São Petersburgo23 de abril de 20192025Em construção
Severnaya Verf, São Petersburgo2020Planejado
Severnaya Verf, São Petersburgo2020Planejado

Traduzido por Pacto de Varsóvia.

Wikipedia

Postar um comentário

0 Comentários