EUA aumentará ocupação militar na Espanha

Base aérea de Morón

Conselho de Ministros da Espanha aprova projeto de ampliação da base aérea de Morón de la Fronera em Sevilha, Espanha, onde os Estados Unidos mantêm 2.200 militares e dezenas de aeronaves.


A base é a única que os Estados Unidos possuem na Península Ibérica. Com a nova mudança, serão incorporados aproximadamente mais 24 mil m² à sua área. Isto seria o equivalente a três campos de futebol.

A ampliação se deve às necessidades de melhorar a segurança na base, assim como dará maior visão aos pilotos durante as operações aéreas, o que evita acidentes, publicou o ABC blogs.

A base é usada pelos Estados Unidos desde meados do século passado. Em 2015, Washington e Madri firmaram um acordo pelo qual a presença militar americana na base se torna permanente.
Efetivo

Atualmente, Morón abriga 2.200 militares dos EUA e outros 500 do país anfitrião, assim como 36 aeronaves da Força Aérea americana. São 21 MV-22 Osprey e 15 KC 130J Super Hécules. Cerca de 600 fuzileiros navais dos EUA se baseiam em Morón.


Importância estratégica

A base tem grande importância para as operações de segurança dos EUA no norte da África. Como exemplo, a partir desta base os fuzileiros poderiam chegar à Líbia em no máximo quatro horas.

Ainda em 2013, o então presidente americano Barack Obama solicitou a criação de um grupo chamado Força-Tarefa de Propósito Especial Mar-Ar-Terra. O pedido foi feito após um ataque contra a embaixada dos EUA na Líbia em 11 de setembro de 2012, no qual morreram o embaixador americano Christopher Steven e outros três cidadãos dos EUA.

09:04 21.09.2019 Sputnik

Postar um comentário

0 Comentários