Índia dá adiantamento pela compra dos sistemas S-400 russos

Sistema antiaéreo S-400 durante um desfile militar em Moscou

Entregas dos sistemas de defesa antiaérea russos S-400 serão realizadas em 18-19 meses e de acordo com o prazo. O contrato já está pré-pago, anunciou vice-primeiro-ministro russo.


"[O contrato] está pré-pago, e tudo será fornecido de acordo com o prazo, me parece que serão 18 ou 19 meses", afirmou o vice-primeiro-ministro russo, Yuri Borisov, falando sobre os fornecimentos dos S-400 à Índia em uma entrevista ao canal de televisão russo Rossiya 1.

Antes, o vice-diretor do Serviço Federal de Cooperação Técnico-Militar da Rússia (FSVTS, por sua sigla em russo), Vladimir Drozhzhov, tinha informado que a Rússia espera receber um adiantamento da Índia pelos sistemas S-400 até o fim do ano de 2019. Neste caso, as entregas podem começar em 2020 e terminar até o ano de 2025. No fim de agosto, o serviço de imprensa do FSVTS declarou à Sputnik que os dois países esclareceram a questão do pagamento adiantado.


Colaboração Rússia-Índia


No início do ano de 2018, a Rússia e a Índia assinaram o contrato para o fornecimento dos sistemas de defesa antiaérea S-400. As cinco baterias dos mais modernos sistemas de mísseis vão custar à Índia US$ 5,43 bilhões.

Sistemas S-400
Sistemas S-400

O cumprimento dos acordos militares entre a Índia e a Rússia se tornou por várias vezes objeto da crítica de Washington, que considera Nova Deli como seu parceiro essencial na Ásia do Sul. Em 2018, os EUA insistiam para que a Índia desistisse do acordo com a Rússia sobre a compra dos S-400.

Reconhecendo a história da colaboração prolongada entre Nova Deli e Moscou, os EUA, entretanto, não excluíram a possibilidade de impor sanções contra os seus parceiros indianos. As autoridades da Índia, por seu lado, sublinharam por várias vezes que consideram as restrições unilaterais como ilegítimas.

10:33 08.09.2019 Sputnik

Postar um comentário

0 Comentários