'Motores czar': Rússia inicia a produção dos propulsores de foguete mais poderosos do mundo

O motor de foguete RD-180 (à esquerda) e o motor de foguete RD-171MV (à direita)

A Rússia lançou a produção em série do mais poderoso motor de foguete com câmara de combustão múltipla do mundo, o RD-171MV. O objetivo é fornecer impulso ao foguete super pesado Soyuz-5, previsto para ser lançado em 2022.


A empresa fabricante do motor, a NPO Energomash (parte da agência espacial russa Roscosmos), encontrou um fornecedor das barras de aço e dos componentes necessários para a produção, de acordo com dados do site de compras federais. A empresa gastará cerca de 19,5 bilhões de rublos (aproximadamente US$ 292 milhões) na compra dos materiais.

Em fevereiro, o diretor executivo da Roscosmos, Dmitry Rogozin, revelou que a Energomash havia criado o primeiro motor do novo modelo. Anteriormente, o oficial havia dito que o RD-171MV "é o motor mais poderoso do mundo", e é por isso que às vezes é chamado de "motor czar".


O RD-171MV de 10 toneladas, uma variante aprimorada do RD-171M, foi apresentado durante o salão aéreo bienal MAKS-2019, atualmente em andamento no Aeroporto Internacional de Zhukovskiy, perto de Moscou.

O motor foi projetado para operar no primeiro estágio do futuro foguete Soyuz-5, também conhecido como Irtysh. Em agosto, o diretor executivo da Energomash Igor Arbuzov, disse que a empresa testará o RD-171MV até o final do ano, antes de instalá-lo no foguete. O teste do foguete Soyuz-5 está programado para 2021, antes de fazer seu primeiro voo em 2022.

Traduzido por Pacto de Varsóvia.

 1 de set de 2019 às 10:25 RT

Postar um comentário

0 Comentários