Caça F-35 dos EUA falha e não cumpre requisitos noruegueses

F-35 da Força Aérea da Noruega

O caça mais caro da história do Pentágono segue decepcionando e apresentando novos problemas, dessa vez, na Noruega.


Os caças comprados pela Noruega apresentaram problemas nos paraquedas de frenagem utilizados para desacelerar a aeronave durante o pouso em pistas com gelo.

Os paraquedas de frenagem da aeronave estão apresentando falhas e prejudicando a Força Aérea Real da Noruega, que tenta corrigir o problema juntamente com o Pentágono, segundo o portal Defence News.

"Não está funcionando como esperávamos, e eles estão trabalhando para reconfigurar essa capacidade", afirmou o general Tonje Skinnarland, da Força Aérea Real da Noruega.

O paraquedas de frenagem do F-35 é instalado entre os estabilizadores verticais da aeronave. Quando ativado, o compartimento se abre e o paraquedas é liberado para criar o arrasto, desacelerando a aeronave rapidamente em condições de gelo e vento forte.

A Noruega possui um requisito de confiabilidade, onde especifica que um paraquedas de frenagem não deve falhar mais do que uma vez a cada 10.000 utilizações. Entretanto, quer nos testes quer nas utilizações, o equipamento apresentou falhas em sua abertura e não cumpriu com os requisitos.

Segundo o porta-voz da Lockheed Martin, Mike Friedman, o novo protótipo do paraquedas está passando por processos necessários de engenharia para garantir que atende os requisitos exigidos pela Noruega.

Vale destacar que a Noruega é o único país que opera os F-35 com paraquedas de frenagem. A Força Aérea Real da Noruega conta com 15 caças F-35, além de pilotos e mecânicos treinados para realizarem as primeiras operações com as aeronaves.

10:40 13.10.2019 (atualizado 10:43 13.10.2019) Sputnik


Postar um comentário

0 Comentários