Helicóptero x caça: como um Mi-24 iraquiano abateu um F-4 iraniano

Mil Mi-24 sobrevoa o deserto

Em setembro, 50 anos se passaram desde o primeiro voo do helicóptero de ataque Mi-24. Ao longo dos anos, a aeronave demonstrou não apenas ser um meio eficaz de combater veículos blindados e infantaria, mas também a capacidade de enfrentar inimigos aéreos.

Em 27 de outubro de 1984, o jornal oficial iraquiano Observatório de Bagdá relatou que perto da vila de Ein Hosh, um helicóptero Mi-24 abateu um jato iraniano F-4 Phantom II.

Como o canal de TV Zvezda relatou em 2015, os eventos se desenvolveram da seguinte forma. Um piloto iraniano em um caça armado com mísseis Shrike para destruir radares atacou o "Tanque Voador" - o Mi-24 recebeu esse nome por sua poderosa blindagem. O helicóptero estava em altitude extremamente baixa e, portanto, o primeiro ataque do caça falhou. O piloto iraniano decidiu atirar no Mi-24 com o canhão Vulcan de 20mm e seis canos.


“Percebendo o F-4 que se aproximava, o piloto iraquiano não fez uma manobra de esquiva, mas puxou o nariz para cima, apertou o gatilho e disparou uma chuva de mísseis não-guiados S-5 em direção à aeronave inimiga. Um desses mísseis atingiu a fuselagem e transformou o F-4 iraniano em uma pilha de destroços", relata a Zvezda.

Nos detalhes da batalha, note-se que uma saraivada de 32 mísseis não guiados S-5 cobriu uma distância de 3,5 quilômetros.

Caça Phantom F-4 do Irã
Caça Phantom F-4 do Irã

Deve-se notar que a notícia sobre esse confronto aéreo único apareceu no meio da guerra Irã-Iraque, quando todas as partes do conflito estavam ativamente envolvidas na contrainformação. Não houve  confirmação da batalha e a perda do caça iraniano. No entanto, teoricamente, esse encontro pode ter acontecido. Em 1995, a revista Foreign Military Review, em um artigo intitulado "O Desenvolvimento de Helicópteros de Combate", relatou que em 1968, os americanos conduziram batalhas aéreas de pesquisa do Bell AH-1G Cobra com caças F-4 e F-8.

"Acontece que, para os aviões, os helicópteros, especialmente os helicópteros de ataque, são os alvos aéreos mais 'desconfortáveis' - ambas as batalhas terminaram com a vitória do Bell AH-1 Cobra. Em outro caso, um helicóptero de combate abateu um alvo com um foguete AIM-9 Sidewinder voando a uma velocidade de 800 km/h", - escreve a publicação do Ministério da Defesa da Federação Russa.

Fosse o que fosse, todos os helicópteros russos modernos estão armados com sistemas Sagitário com mísseis Igla.

Traduzido por Pacto de Varsóvia.

27/10/2019 10:15 Armas Russas

Postar um comentário

0 Comentários