Maior aerobarco do mundo será reparado na Rússia

Navio anfíbio de assalto do Projeto 12322 Zubr

Navio de guerra entrou em serviço em outubro de 1991.

O estaleiro Yantar, na costa do mar Báltico, receberá o maior navio anfíbio de assalto com colchão de ar do mundo – Mordóvia – para reparos no início de novembro.

“O navio chegará ao estaleiro para reparo no final de outubro e início de novembro”, disse o porta-voz do estaleiro Serguêi Mikhailov à agência TASS.

“O Mordóvia será reparado na rampa de embarque do Yantar Shipyard [da United Shipbuilding Corporation], e o escopo dos reparos e continuidade serão especificados depois de o navio ser inspecionado quanto a possíveis defeitos”, disse Mikhailov.



O projeto 12322 Zubr, navio anfíbio de assalto ao qual pertence o Mordóvia, entrou em serviço na Frota do Báltico em outubro de 1991. A embarcação tem como objetivo transportar pessoal, com seus equipamentos de combate, a partir de linhas costeiras equipadas e não equipadas, e desembarcar em uma costa inimiga com suprimento de apoio a incêndios. O navio também é capaz de transportar e implantar minas marinhas. O projeto do colchão de ar permite ainda que o barco se mova em solo seco.




Em termos de capacidade, esse navio de guerra pode transportar de uma vez três tanques, ou dez veículos blindados, ou oito veículos de combate de infantaria.


O Mordóvia tem deslocamento de 555 toneladas e pode atingir uma velocidade de 60 nós (cerca de 110 km/h). Os navios da classe Zubr são considerados os maiores hovercrafts do mundo. O Mordóvia é equipado com dois lançadores Ogon A-22 para foguetes de 140 mm, dois canhões de artilharia automática AK-630 de 30 mm e oito sistemas de mísseis antiaéreos portáteis Iglá.

30 DE OUTUBRO DE 2019 Russia Beyond

Postar um comentário

0 Comentários