Nebo-M, o sistema de radar capaz de detectar aeronaves furtivas

Nebo-M, o sistema de radar capaz de detectar aeronaves furtivas

O 55ZH6M Nebo-M é um sistema de radar móvel de altitudes médias e altas, usando radares de vários tipos em um projeto modular. De acordo com a pesquisa e desenvolvimento do Nebo-M, foi realizada a criação de uma estação de rádio-localização interespecífica (RLS) para detectar alvos aéreos em uma ampla faixa de comprimentos de onda.


Drones, mísseis balísticos, aviões e até mesmo aqueles que empregam tecnologia furtiva não podem se esconder do Nebo-M. É uma estação de radar móvel que localiza e rastreia alvos aéreos com dois sistemas de radar operando em diferentes faixas de frequência. O Nebo-M consiste em três caminhões carregando uma antena gigante do tamanho de uma piscina, uma menor e um módulo de posto de comando. Juntos, eles rastreiam o espaço aéreo a uma distância de 1.800 km e uma altitude de 1.200 km. O Nebo-M leva apenas 15 minutos para ser instalado e sua mobilidade permite o posicionamento em qualquer direção que for necessária. Ele também possui uma forte proteção contra interferência e funciona mesmo que seus sistemas de radar sejam desativados.

No âmbito da pesquisa e desenvolvimento do NIIIRT Sky-M , estavam em andamento trabalhos para criar um sistema de localização de radar interespecífico móvel (RLK) de altitudes médias e altas, com base no chassi BAZ-6909. O RLK foi projetado para detectar possíveis meios de ataque aeroespacial: aeronaves, mísseis de cruzeiro hipersônicos, mísseis balísticos, etc. O RLC 55ZH6M implementa zonas de detecção significativas para alvos pequenos e imperceptíveis, inclusive construídos com a tecnologia stealth, com um tempo de resposta curto para alvos em alta velocidade, uma alta taxa de atualização e emissão de informações, inclusive sobre alvos com alta velocidade e manobrabilidade, detecção de longo alcance de lançamentos de mísseis balísticos e grande teto no modo rastreador de alvos balísticos.

O RLK é feito na forma de um sistema métrico-decimétrico-centimétrico, que permite a operação de radares de diferentes bandas de onda, não independentemente, mas em interação adaptativa, permitindo combinar as vantagens de diferentes faixas de comprimento de onda. O RLK é fabricado com base no princípio modular e contém um conjunto de medidores de módulos de radar (RLM) métrico, decímetro e um projeto similar de comprimentos de onda em centímetros, bem como cabines de controle que trabalham com o RLM e sua interação.

O sistema de radar móvel multibanda Nebo-M é capaz de detectar alvos aerodinâmicos e hipersônicos de tamanho pequeno em ambientes difíceis de guerra eletrônica (EW) e com más condições climáticas. Também é capaz de enviar dados para as unidades de combate de defesa antimísseis. O sistema possui antenas de Matriz Direcionada Eletronicamente Ativa, que permitem trabalhar em situações difíceis de interferência, por isso é capaz de detectar alvos em distâncias maiores e realizar uma transmissão mais rápida de dados do radar em relação a alvos balísticos e hipersônicos. Processamento de dados totalmente automático, classificação de alvos, monitoramento de diagnóstico funcional e sistemas de consulta e comunicação permitem reduzir o tamanho da equipe. Atualmente, o complexo de localização por rádio (RLK) inclui quatro módulos de radar de várias faixas, controles e fontes de alimentação. Todos os módulos de radar são montados no chassi BAZ-6909-015 com uma configuração de 8x8 rodas e capacidade de carga de até 22 toneladas.

Componentes do sistema NNIIRT Nebo-M

  1. RLM-KU - Sistema central de processamento e fusão de rastreamento com vários consoles de operadores.
  2. RLM-D - Radar AESA autopropulsado baseado no projeto Protivnik G de banda L
  3. RLM-S - Radar AESA autopropulsado baseado no projeto Gamma S1 de banda S/X
  4. RLM-M - Radar AESA autopropulsado baseado no projeto Nebo-SVU de banda VHF. O Nebo-M RLM-ME é um radar de aquisição 3D. É o sucessor do 1L13 Nebo “Box Spring” e é fácil de distinguir, pois a direção da polarização é vertical, e não horizontal. O sistema pode ser instalado ou recolhido em 40 minutos.

A banda VHF e os componentes da banda L estão disponíveis e não é necessário incluir o Gamma S1/S1E. O veículo KU do conjunto é o operador principal. Cada veículo possui um gerador independente de 100 kW. Todos os radares são projetados para garantir que possam ser usados ​​em campo.

Radar 3D AESA RLM-M de banda VHF
Radar 3D AESA RLM-M de banda VHF

O sistema de radar multibanda móvel Nebo-M usa o chassi BAZ-6909-015 de 8 toneladas todo o terreno de 24 toneladas, autopropulsado pelo BZKT BAZ-6909-015, é usado como o SA-21 5P85TE2 TEL e a variante SA-23 com rodas. Sistemas S-300PMU1/2, S-400 e S-300PMU, conjugados com a bateria de mísseis BAZ-6909 S-300P/S-400. Os radares NNIIRT 3D de banda VHF e Gamma S1 de banda S/X foram projetados para o projeto 55Zh6 Nehir SVT AESA. A antena componente da banda L foi reduzida em tamanho em comparação com o radar 59N6E conjugado no semirreboque.

É clara a ideia de que ele fornece capacidade contra-VLO. Pode ser necessário um sistema de fusão de esteiras no veículo KU, fornecendo a capacidade do sistema Navy CEC (Cooperative Engagement Capability). Essa tecnologia foi desenvolvida anteriormente. É um padrão de dispersão controlada. Foi um avanço muito significativo que tornou isso possível.


O analista australiano de segurança de defesa Carlo Kopp observou em 2010 que os radares 1L119 Nebo-SVU e Nebo-M RLM–M projetados pela NNIIRT são autopropulsados e projetados desde o início para suportar as baterias SAM em campo. O Nebo-M RLM–M é o sucessor autopropulsado do Nebo-SVU muito mais poderoso e preciso. Utilizando um projeto AESA semelhante, porém muito maior, instalado e armazenado hidraulicamente, com 168 elementos ativos, esse sistema é transportado no mesmo chassi BAZ–690915 8×8 para todo o terreno igual ao sistema SAM de lançadores SAM–21. Ele fornece um alcance cerca de 40% maior e medição de ângulo muito mais precisa do que o Nebo SVU, mantendo a agilidade eletrônica de direção de feixe de seu antecessor.

Kopp observou que o RLM-M é um formidável radar moderno único. Ele é destinado para ser utilizado como parte do sistema de radar contrafurtivo de banda múltipla Nebo-M, que emprega os radares RLM-M de banda VHF, RLM-D de banda L e radares AESA RLM-S de banda S, todos em rede em conjunto com o posto de comando RLM–KU. O que não foi declarado nos slides de PowerPoint em idioma russo é que, por padrão, esse sistema deverá incorporar um radar com capacidade de fusão de rastreamento.

Radar AESA RLM-D de banda L
Radar AESA RLM-D de banda L

Kopp afirmou que ele possui capacidades semelhantes ao sistema recentemente introduzido pela US Navy Cooperative Engagement Capability (CEC). Uma instalação adequada do Nebo-M veria o radar da banda VHF mostrando a frente da aeronave furtiva e os componentes laterais da banda L e da banda S mostrariam os lados frequentemente menos furtivos do alvo. Também não está declarado que, com uma rede operacional de fusão de rastreamento tipo CEC residente no posto de comando RLM–KU, se outras configurações mais potentes com vários radares serão viáveis ​​- como por exemplo, redes e fusão de rastreamento de vários sistemas RLM–M ou RLM–D.

A detecção de aeronaves furtivas é realizada com a combinação de três radares interligados em rede
A detecção de aeronaves furtivas é realizada com a combinação de três radares interligados em rede

Kopp argumenta que os radares russos contrafurtivos de banda VHF se tornarão uma problema operacional importante para a futura frota de caças dos EUA, já que o tamanho dessas aeronaves impede um formato eficaz na banda VHF. Muitos radares VHF serão capazes de rastrear caças furtivos a distâncias taticamente úteis, embora muito menores em comparação aos caças anteriores. A capacidade de sobrevivência de um caça é então determinada por sua capacidade de negar oportunidades de lançamento através da velocidade e altitude, desviar quaisquer SAM lançados através de manobras com curvas de alto grau e comprometer a orientação de um SAM com contramedidas furtivas e eletrônicas.

Veículo de controle RLM-KU do sistema Nebo-M
Veículo de controle RLM-KU do sistema Nebo-M

Kopp afirma que o F-22A Raptor está em uma posição forte porque sua alta altitude de penetração e capacidade de cruzeiro supersônico o colocam fora do alcance de todos, exceto os melhores SAMs de longo alcance. Sua furtividade é eficaz em todos os aspectos principais e sua configuração é bem projetada para vencer ameaças de radares da banda Ku até a banda L, negando todos os radares da banda VHF, exceto os da banda VHF. A capacidade de manobras supersônicas com curvas de alto grau da aeronave fornecerá uma excelente capacidade de prejudicar as manobras do SAM. A aeronave é grande o suficiente para acomodar equipamentos internos de contramedidas eletrônicas para autodefesa.

Kopp relata que o sistema de radar móvel de banda múltipla Nebo-M é capaz de detectar alvos aerodinâmicos e hipersônicos de tamanho pequeno em ambientes difíceis de EW e com más condições climáticas. Também é capaz de enviar dados para as unidades de combate de defesa antimísseis. O sistema possui antenas de Matriz Direcionada Eletronicamente Ativa, que permitem trabalhar em situações difíceis de interferência, por isso é capaz de detectar alvos em distâncias maiores e realizar uma transmissão mais rápida de dados de radar em relação a alvos balísticos e hipersônicos. Processamento de dados totalmente automático, classificação de alvos, monitoramento de diagnóstico funcional e sistemas de consulta e comunicação permitem reduzir o tamanho da equipe.


O programa Nebo-M


O trabalho no âmbito do projeto de pesquisa e desenvolvimento "Sky-M" começou no final dos anos 90. Em 1999, foi tomada a decisão de colocar módulos de sistema de grande porte em um chassi BAZ. Inicialmente, planejava-se desenvolver um RLSC de alerta antecipado com características aproximadamente correspondentes ao 55ZH6, mas com maior mobilidade. Posteriormente, os módulos de radar de faixas decimétrica e centimétrica foram incluídos no RLC 55ZH6M.

Em 2008, um protótipo do módulo ACL embutido (ROC Nebo-M) foi totalmente fabricado. Em 2008, a primeira etapa dos testes preliminares de um protótipo do radar 55Zh6M como parte do módulo de radar do medidor RLM-M e da cabine de controle do KU RLK foi concluída com um resultado positivo. Em 2009, foram realizados testes de solo e um protótipo do radar 55ZH6M na configuração do RLM-M, RLM-D e KU RLK com o módulo ACL integrado criado por um ROC separado foi apresentado para testes.

Radar AESA RLM-S de banda S/X
Radar AESA RLM-S de banda S/X

De acordo com o Protocolo nº 13, de 18 de março de 2010, foi aberta uma licitação realizada pelo Ministério da Defesa da Rússia para o fornecimento de um protótipo RLK, e o vencedor da concorrência foi o NIIIRT. Em 2010, a primeira etapa foi concluída e a segunda etapa de testes do protótipo, de acordo com o trabalho do projeto Nebo-M, foi iniciada. A etapa de atualização da documentação do projeto de trabalho de acordo com os resultados da primeira etapa de testes foram concluídos.

O sistema de radar de nova geração, destinado a realizar missões de defesa aérea e apoio de radar para as tropas de mísseis antiaéreos em situação difícil de interferência, foi mostrado na exposição das forças de Defesa Aeroespacial no fórum militar e técnico internacional "Army-2015", que foi realizada em junho de 2015 nas instalações do parque “Patriot” para atividades culturais e recreativas das Forças Armadas da Rússia (em Kubinka, região de Moscou).

De acordo com a Ordem de Defesa do Estado, dois regimentos radiotécnicos, o Distrito Militar Ocidental, localizado na região de Leningrado e na Carélia, receberam os últimos radares Nebo-UM. O Nebo-UM é uma versão modernizada do radar Nebo-U. O radar destina-se a rastrear o espaço aéreo, localizar vários alvos e definir coordenadas. A estação pode localizar e rastrear aeronaves e mísseis de cruzeiro, bem como alvos balísticos.


A equipes dos sistemas de defesa aérea S-400 destruíram alvos aéreos no campo de testes de Ashuluk, disse o Ministério da Defesa em 28 de setembro de 2017. "Durante um exercício tático, as equipes de defesa aérea e forças radio-técnicas e um posto de comando em nível de divisão praticaram o reposicionamento para o campo de provas em Ashuluk e contra-medidas contra um ataque aéreo inimigo e executou lançamentos de mísseis contra alvos", diz o comunicado do ministério. Participaram do exercício equipes dos sistemas de mísseis S-400, radares Nebo-M, Kasta 2-2 e Podlyot.

O Nebo-M requer metade do número de pessoas que o antigo sistema, uma vez que o novo radar possui processamento de dados automático totalmente digital, e o sistema é capaz de classificar alvos. Especialistas do centro para treinamento das forças de mísseis antiaéreos trabalharam nos cálculos para esses radares. A Academia Militar de Engenharia Espacial de Mozhaisky opera o sistema Nebo-M desde 2013, onde mais de 250 pessoas já treinaram. Quatro estações de radar Nebo-M e Nebo-UM em 2015 começaram a trabalhar em Transbaikalia, Khabarovsk e Primorye.

Traduzido por Pacto de Varsóvia.

GlobalSecurity.org

Postar um comentário

0 Comentários