Senado dos EUA critica 'inação' perante compra dos S-400 pela Turquia

Transportadores-lançadores de sistemas de mísseis S-400 Triumf no ensaio final da parada militar na Praça do Palácio de São Petersburgo.

O Senado dos EUA criticou duramente o Departamento de Estado por fracassar na introdução de sanções contra a Turquia devido à compra dos sistemas de defesa antiaérea russos S-400.


A questão foi levantada ontem (22), durante uma audição na câmara alta do Congresso dos EUA. O subsecretário-adjunto Matthew Palmer disse que o Departamento de Estado não determinou se a aquisição pela Turquia do equipamento militar russo poderia ser qualificada como violação da Lei do Ataque a Adversários por Meio de Sanções (CAATSA, na sigla em inglês).

Ao ser perguntado por um dos legisladores que esteve por trás dessa lei se a compra podia ser considerada como uma "transação substancial", Palmer não deu uma resposta direta, observando que a questão está sendo analisada neste momento.

Descontente com a resposta, o legislador disse que se a compra dos S-400 não é uma transação significativa, "então nada é."

Tensões entre Turquia e Estados Unidos

Washington cancelou formalmente o fornecimento de caças F-35 à Turquia, no passado mês de julho, devido à chegada do primeiro lote dos S-400 a Ancara, um acordo avaliado em US$ 2,5 bilhões e assinado pela Rússia e Turquia em 2017.

12:10 23.10.2019 (atualizado 12:15 23.10.2019) Sputnik

Postar um comentário

0 Comentários