Força Aérea dos EUA finalmente abandona seus disquetes de 8 polegadas

A Força Aérea finalmente substituiu os disquetes de 8 polegadas , usados ​​desde os anos 1970.

Os discos, há muito utilizados no sistema de comunicações dedicado a combater  uma guerra nuclear, foram finalmente atualizados com unidades de estado sólido.

A Força Aérea dos EUA finalmente substituiu suas antigas unidades de disquete de 8 polegadas. As unidades, tecnologia de ponta durante a presidência de Gerald R. Ford, foram usadas para ajudar a enviar mensagens de ação de emergência para as forças nucleares dos EUA em todo o mundo. Os discos, do tamanho de uma folha de papel para digitação, foram substituídos por unidades de estado sólido (SSDs).

Tão comicamente obsoleto quanto o sistema antigo, seus defensores diziam que ele era infalível.

A unidade de disquete de 8 polegadas foi inventada pela IBM no final da década de 1960 como um substituto aos cartões perfurados. Os discos foram aclamados como um avanço no armazenamento, capaz de conter as mesmas informações de 3.000 cartões perfurados. Cada um era um disco de plástico coberto de material magnético e permanentemente selado em uma capa de proteção plástica. O disquete era inserido na unidade onde agia como um disco rígido. Os primeiros disquetes de 8 polegadas podiam conter até 80 kilobytes de informações. Em comparação, uma única música de três minutos compactada no formato mp3 tem cerca de 3.000 kilobytes e um disco rígido típico de 1 terabyte para computador pessoal pode armazenar 1.073.741.824 kilobytes.


A Força Aérea sabia que o sistema era antigo, mas também sabia que funcionava razoavelmente bem e era integrado a um sistema testado pelo tempo. As forças nucleares dos EUA também ficaram em segundo plano para financiamento nas últimas três décadas, com o fim da Guerra Fria reduzindo as tensões entre as potências nucleares.

Os disquetes eram usados ​​para ajudar a transmitir mensagens de ação de emergência emitidas às forças nucleares.

Os disquetes servem ao sistema de mensagens de ação de emergência do Sistema Estratégico de Comando e Controle Automatizado (SACCS). As mensagens de ação de emergência, ou EAM, são comunicações de voz enviadas na clara distribuição de mensagens codificadas para a rede mundial de forças nucleares estratégicas da América. As mensagens são enviadas pelas Autoridades do Comando Nacional e pelos principais comandos militares dos EUA, retransmitidas pelos postos de comando aéreos E-6 Mercury e encaminhadas às forças nucleares.

Aqui está um exemplo de um EAM:


Traduzido por Pacto de Varsóvia.

22 de outubro de 2019 Popular Mechanics

Postar um comentário

0 Comentários