Presidente Macron diagnostica OTAN com 'morte cerebral'

Presidente francês Emmanuel Macron

De acordo com o presidente da França, os Estados Unidos estão dando as costas ao projeto europeu. Está na hora de acordar, pontou Emmanuel Macron em entrevista.

"Estamos atualmente presenciando a morte cerebral da OTAN", afirmou Macron em entrevista à revista The Economist.

O presidente da França apontou que as nações europeias não podem mais ficar esperando que Estados Unidos defendam os aliados da Aliança Atlântica, destacando não haver coordenação alguma na "tomada de decisões estratégicas" entre os aliados da OTAN.

"Nenhuma [coordenação]. Há ações agressivas descoordenadas de outro aliado da OTAN, a Turquia, em uma área onde os nossos interesses estão em jogo", acrescentou.

Emanuel Macron manifestou as suas dúvidas acerca de eficiência do Artigo 5 do tratado da OTAN sobre "ataque a um membro da OTAN é ataque a todos os seus membros".

"Eu não sei", respondeu Macron, e indagou: "Mas o que o Artigo 5 da OTAN vai significar amanhã?"

Anteriormente, o presidente da França criticou as ações ofensivas da Turquia no nordeste da Síria, classificando-as como "loucura" e criticando também a incapacidade de reação da OTAN.

10:36 07.11.2019 (atualizado 10:38 07.11.2019) Sputnik

Postar um comentário

0 Comentários