'Máquina do futuro': sai 1º lote da novíssima artilharia autopropulsada russa

O veículo de artilharia autopropulsada Koalitsiya-SV desfila pela Praça Vermelha durante a Parada da Vitória de 9 de maio de 2017 em Moscou

O primeiro lote piloto das mais recentes unidades de artilharia autopropulsada Koalitsiya-SV já está pronto, informou a fabricante russa Uraltransmash, que faz parte da fábrica russa de blindados Uralvagonzavod.


"O primeiro lote experimental das mais novas unidades de artilharia autopropulsada 2S35 Koalitsiya-SV está pronto para lançamento", disse o diretor-geral da empresa, Dmitry Semizorov, durante entrevista.

De acordo com Semizorov, esse novo sistema é uma verdadeira "máquina do futuro".

"Hoje, ele [o sistema] está à frente do seu tempo, então a necessidade dos modelos existentes de 2S3M [Akatsiya] a 2C19M2 [Msta-SM] ainda irá continuar por bastante tempo. Parece-me que a base da frota de unidades de artilharia autopropulsada deste calibre será composta por modelos 2S19M1 [Msta-S] e modernizados 2S19M2, que possuem um gigantesco potencial de modernização", explicou Semizorov.


Robotização militar

Os mais recentes obuses autopropulsados Koalitsiya-SV são o primeiro passo para a robotização do equipamento militar das forças terrestres, declarou anteriormente o comandante das Tropas de Mísseis e Artilharia, Mikhail Matveyevsky.

No final de 2018, o comandante das Forças Terrestres, general Oleg Salyukov, disse que o desenvolvimento desse complexo com o modo de disparo Shkval estava na fase final.

Segundo o vice-ministro da Defesa da Rússia, Yuri Borisov, os testes nacionais das unidades de artilharia autopropulsada Koalitsiya-SV estão previstos para ser concluídos em 2020.

O Koalitsiya-SV foi oficialmente apresentado pela primeira vez em Moscou no desfile em homenagem ao 70º aniversário da vitória na Grande Guerra Patriótica, em 9 de maio de 2015.

Sistema autopropulsado 2S35 Koalitsiya-SV
Sistema autopropulsado 2S35 Koalitsiya-SV

O novo sistema de artilharia é um sucessor dos sistemas do tipo Msta e é projetado para destruir postos de comando, sistemas de defesa aérea e defesa antimíssil, centros de comunicação, artilharia e baterias de morteiros, veículos blindados, incluindo tanques e armas antitanque.

04:12 17.12.2019 Sputnik

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.