Brasil considerado mercado promissor para indústria russa de armas

Mísseis de curto e médio alcance do tipo terra-ar do sistema antiaéreo Pantsir-S1. O Pantsir-S1 conta com dois canhões de 30 mm e com 12 mísseis 57E6 de curto alcance teleguiados por rádio. O sistema foi projetado para atingir uma variedade de alvos aéreos em altitudes de cinco metros a 10 quilômetros, em uma faixa de 200 metros a 20 quilômetros.

Brasil está demonstrando interesse na aquisição de armamentos de produção russa, disse em entrevista à Sputnik o embaixador da Rússia no Brasil, Sergey Akopov.

O diplomata salientou que com a chegada ao poder no Brasil do novo governo liderado pelo presidente Jair Bolsonaro alguns conceitos para o desenvolvimento das Forças Armadas nacionais tinham sido revistos.


"De fato, inclusive no contexto das dificuldades financeiras e da vontade da nova administração de redução das despesas orçamentais, a aquisição dos sistemas de defesa antiaérea Pantsir-S1 deixou de ser considerada pela liderança brasileira como um projeto prioritário no âmbito da cooperação técnico-militar bilateral. No entanto, nós continuamos a considerar o Brasil como um mercado promissor para vender nossas armas e equipamentos militares. Por exemplo, estamos cooperando com êxito com os nossos parceiros brasileiros no fornecimento e manutenção de pós-venda de helicópteros de combate Mi-35M. O Brasil também demonstra interesse na compra de outros tipos de armamento de produção russa", afirmou Akopov.

Embaixador destacou que nos círculos profissionais e entre os militares brasileiros prevalece uma abordagem pragmática da cooperação técnico-militar com outros países.

"Eles [Brasil] conhecem as elevadas características táticas e técnicas dos armamentos e equipamentos russos, e acreditamos que existem boas perspectivas para cooperação nesta área entre os nossos países", acrescentou o embaixador russo.


Além disso, ao presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, foi transmitido um convite para assistir em Moscou à comemoração do 75º aniversário da Vitoria na Grande Guerra pela Pátria.

08:56 14.02.2020 (atualizado 11:23 14.02.2020) Sputnik


Postar um comentário

0 Comentários