Brasil sobe para a 10ª posição no ranking dos exércitos mais poderosos do mundo

11:55 23.02.2020 (atualizado 12:34 23.02.2020) Sputnik

Exército Brasileiro em patrulhamento na floresta (foto de arquivo)

Considerando 50 critérios, o portal de análise militar Global Firepower listou as Forças Armadas mais poderosas do mundo, sendo que o Brasil ficou em 10° lugar.

Quando o assunto é defesa, alguns países se destacam frente a outros no mundo.


Levando em conta critérios como pessoal, logística, poder bélico e outros, o portal de análise militar Global Firepower liberou sua lista das Forças Armadas mais poderosas do mundo para 2020, de um total de 138 países considerados.

Na escala, os países com nota mais próxima a 0.0 são os mais poderosos.

Estados Unidos

No topo da lista saíram os Estados Unidos. Com 0.0606, o país manteve seu lugar em 2020. Logo abaixo alguns dados relevantes de seu poder militar.

  • Pessoal: 2.260.000
  • Tanques: 6.289
  • Meios navais: 490
  • Caças: 2.085


Rússia

Logo em seguida veio a Rússia. Com grandes resultados no desenvolvimento de mísseis, drones e outros equipamentos de defesa, o país ganhou nota 0.0681.

  • Pessoal: 3.013.000
  • Tanques: 12.950
  • Meios navais: 603
  • Caças: 873


China

Após a Rússia seguiu-se a China. Com 0.0691 pontos, o gigante asiático tem modernizado seu arsenal de guerra com o desenvolvimento de novas armas.

  • Pessoal: 2.693.000
  • Tanques: 3.500
  • Meios navais: 777
  • Caças: 1.232

A lista continuou com a Índia no quarto lugar, seguida pelo Japão, Coreia do Sul, França, Reino Unido e Egito.

Brasil e outros países

Em 10° lugar, o Brasil se destacou com nota 0.1988. Desta forma, em 2020, o país subiu três posições em comparação com 2019, ano em que ocupou o 13° lugar.


Abaixo estão alguns dados relevantes das Forças Armadas brasileiras.

  • Pessoal: 1.674.500
  • Tanques: 437
  • Meios navais: 112
  • Caças: 43

A distância entre o país e as outras nações latino-americanas é notável. A Colômbia, o segundo país latino-americano na lista, aparece somente em 37° lugar.

Após a Colômbia, vem o México, no 38°. Em seguida aparece o Peru, em 40° e a Venezuela, em 41°.

Ainda mais distante vem a Argentina, em 43° e o Chile, em 47°.

Já o Butão ficou em último lugar, sendo o 138° país da lista.

Postar um comentário

0 Comentários