Reino Unido poderá perder caças F-35 por déficit orçamentário

06:48 28.02.2020 (atualizado 06:51 28.02.2020) Sputnik

Reino Unido recebe seus primeiros quatro caças F-35B da Lockeed Martin

O Ministério da Defesa britânico pode não ser capaz de fortalecer sua frota de caças F-35 devido a déficit orçamentário, conforme o Parlamento britânico.

De acordo com o relatório do Comitê de Contas Públicas, está previsto que o Ministério da Defesa tenha uma lacuna orçamentária de £7 bilhões (R$ 40 bilhões) que deve ser dobrada nos próximos 10 anos.


Anteriormente, o Reino Unido assinou um contrato para aquisição de 48 caças F-35, em um valor de aproximadamente £ 9,1 bilhões (R$ 55 bilhões) até 2025, incluindo treinamento e manutenção, segundo o jornal The Telegraph.

Contudo, os britânicos não estão certos sobre os custos do programa F-35, e por isso, o relatório indica que caso uma solução financeira não seja encontrada, o Ministério da Defesa poderia ter de "reduzir, adiar ou excluir" o projeto de aquisição dos F-35, principalmente pelo fato de que os frequentes atrasos no programa do caça norte-americano estariam elevando os custos e as barreiras.

"O Ministério da Defesa simplesmente não pode pagar por tudo que diz ser necessário e não é aceitável que as autoridades continuem adiando as decisões que afetam a atual lacuna de acessibilidade e riscos em longo prazo", afirmou Meg Hillier, presidente do Comitê de Contas Públicas.


Meg Hillier também ressaltou a importância de conter o orçamento antes que se perca em um "buraco negro", afetando seus contribuintes. Além disso, ela ressaltou que o comitê instou o Ministério da Defesa a agir de acordo com as recomendações para garantir, prevenir e adequar os modelos de planejamento e financiamento.

Por sua vez, um porta-voz do Ministério da Defesa afirmou estar confiante de que o órgão entregará um plano de equipamentos dentro do orçamento anual, ressaltando que segue comprometido a reduzir os custos a cada compra para manter o programa F-35 em pauta.

Postar um comentário

0 Comentários