Conheça o tanque voador russo, o Kamov Ka-50

23 de abril de 2020 The National Interest

Conheça o tanque voador russo, o Kamov Ka-50

O helicóptero Kamov Ka-50 'Chyornaya Akula' (tubarão negro) é fortemente armado e fortemente blindado. Também é incrivelmente manobrável.


Dois é melhor que um


Em vez de um rotor de lâmina principal e um conjunto de rotor de cauda, ​​o Ka-50 renuncia ao rotor de cauda para outro rotor principal. Esses dois rotores principais giram em direções opostas e conferem ao Ka-50 um alto grau de manobrabilidade e desempenho quando comparados aos helicópteros típicos de rotores de cauda.

O Ka-50 também é um dos poucos helicópteros com sistema de ejeção do piloto. Como a maioria dos jatos, o Ka-50 possui assentos com foguetes ou explosivos. Antes da ejeção, as pás dos rotores do helicóptero são destruídas por explosivos integrados e jogadas para fora da estrutura do Ka-50. A capota do helicóptero é então arremessada para fora e os tripulantes são ejetados para a segurança.


Além de suportes relativamente grandes que podem transportar uma variedade de mísseis ar-superfície, o Ka-50 também possui um grande canhão de 30 milímetros preso à sua asa direita. Embora o canhão não seja giratório, como em outros helicópteros de ataque, ele se beneficia da precisão aprimorada.

Uma blindagem substancial protege o Ka-50 do fogo em solo. A capota do piloto foi projetado para suportar impactos de 12,7 milímetros e a cabine oferece proteção contra disparos de 23 milímetros. As pás do rotor são feitas de material composto e podem resistir a vários tiros de armas automáticas.

Uma variante naval do Ka-50 seria destinada a voar nos navios de assalto anfíbios da classe Mistral que a Rússia encomendou da França. Essa variante é de dois lugares e possui propriedades anticorrosivas e pás de rotor dobráveis ​​para dentro para armazenamento compacto.


Em resposta à anexação russa da Crimeia em 2014, a licitação foi cancelada [sob pressão dos EUA] e os Mistrals nunca foram entregues. A classe Mistral pode transportar cerca de 16, possivelmente até 30 helicópteros, dependendo do tamanho e peso da estrutura da aeronave.

Após a negociação fracassada, a França vendeu os Mistrals destinados ao russos para o Egito. Ironicamente, o Egito provavelmente equipará seus Mistrals com uma variante naval Ka-52 da Rússia.

No vídeo, um dos Ka-52 disparou o que parece ser dois foguetes em direção ao grupo, atingindo próximo em frente das pessoas.
No vídeo, um dos Ka-52 disparou o que parece ser dois foguetes em direção ao grupo, atingindo próximo em frente das pessoas.


Zapad 2017


Em 2017, uma variante Ka-50, a Ka-52, foi envolvida em um acidente de fogo vivo durante os exercícios militares maciços Zapad da Rússia e da Bielorrússia em 2017, que incluíram 12.000 soldados e centenas de aeronaves, tanques e outros veículos.

Imagens de vídeo do celular de um espectador mostraram dois Ka-52 se aproximando de um grupo de pessoas e uma mistura de carros civis e caminhões militares. No vídeo, um dos Ka-52 disparou o que parece ser dois foguetes em direção ao grupo, atingindo próximo em frente das pessoas.


Embora não tenha havido fatalidades, várias pessoas foram feridas e um caminhão militar perdeu pelo menos uma roda e parece ter sofrido danos à sua suspensão.

Outro vídeo apareceu online, que parecia ser uma gravação do monitor montado no capacete do piloto. No vídeo, um retículo de mira parecia ter como alvo o caminhão militar. Após o disparo, o piloto pareceu levantar rapidamente o nariz do Ka-52, possivelmente confirmando a natureza acidental do incidente.

Em 2008 a Kamov lançou o Ka-52 'Alligator', uma versão aprimorada do Ka-50.
Em 2008 a Kamov lançou o Ka-52 'Alligator', uma versão aprimorada do Ka-50.

Ação!


Dependendo de como o Egito planeja empregar seus Mistrals, o Ka-50 pode acabar vendo alguma ação no Oriente Médio. Veremos.

Traduzido por Pacto de Varsóvia.

Postar um comentário

0 Comentários