Rússia adverte que a adoção pelos EUA de ogivas nucleares táticas em submarinos é perigoso

29 ABR, 18:22 TASS

Rússia adverte que a adoção de ogivas nucleares táticas pelos EUA é perigoso

A adoção de ogivas nucleares de baixa potência pelos Estados Unidos é um passo perigoso que leva à desestabilização, disse na quarta-feira a porta-voz oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova.


"Observamos o artigo, publicado no site oficial do Departamento de Estado dos EUA em 24 de abril e dedicado à questão da criação de ogivas nucleares de baixa potência W76-2 e adotá-las em alguns de seus submarinos Trident", disse ela. "Como já dissemos algumas vezes, vemos isso como um passo perigoso. Acreditamos que ele carrega um certo elemento de desestabilização".


Zakharova enfatizou que qualquer ataque com o uso de mísseis balísticos lançados por submarinos dos EUA, independentemente de suas características, será visto pela Rússia como um ataque com o uso de armas nucleares e, portanto, uma base para um ataque de retaliação.

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, disse anteriormente que a produção americana de mísseis W76-2 reduz o limiar nuclear e aumenta o risco de um conflito nuclear. Segundo especialistas estadunidenses, o novo míssil tem um potência explosiva de 5-6 quilotons.

Traduzido por Pacto de Varsóvia.

Postar um comentário

0 Comentários