Seis classes de submarinos: a extrema modernização da marinha russa

Construção de submarinos russos em 2020. Classe Borei, Belgorod, Khabrosvsk, Yasen, Kilo e Lada

A Marinha Russa está atualmente construindo 6 classes diferentes de submarinos, como parte de um grande programa de modernização da frota.

Rússia e América fazem as coisas de maneira diferente. A Marinha dos EUA está atualmente construindo apenas um tipo de submarino, a classe Virginia de uso geral. A partir de outubro, ele será acompanhado nos estaleiros pelo submarino de mísseis balísticos da Classe Columbia, construindo dois tipos. Em contraste, a Rússia está construindo simultaneamente seis classes distintas.

Apesar dos desafios orçamentários e dos atrasos resultantes, a Rússia está investindo muito em submarinos. Juntos, os seis tipos representam a maior modernização desde a Guerra Fria.

A Rússia tem uma história de construção de várias classes de submarinos desde a Guerra Fria. Cada submarino desempenha um papel distinto, mas também havia projetos alternativos que atendem à mesma necessidade básica. Mas o colapso da União Soviética e os problemas econômicos subsequentes restringiram a construção de submarinos russos. Muitos projetos foram cancelados ou continuaram em  ritmo lento. Agora a indústria submarina começou a se recuperar.

1. Submarino de mísseis balísticos da Classe Borei-II

O primeiro submarino aperfeiçoado da classe Borei-II do Projeto-955A, 'Knyaz Vladimir', foi entregue à Marinha da Rússia em 1º de junho. Espera-se que mais seis sejam construídos, formando a espinha dorsal do dissuasor nuclear marítimo da Rússia nas próximas décadas. Cada submarino pode transportar 16 mísseis balísticos intercontinentais Bulava.

2. Submarino de Missão Especial da Classe Belgorod

Após a famosa classe Typhoon, este será de longe o maior submarino do mundo. No entanto, este submarino gigantesco desafia a classificação. É ao mesmo tempo um submarino espião de “missão especial” e um transportador para a arma estratégica Poseidon.

Como submarino espião, atuará como uma nave-mãe do famoso submarino anão movido a energia nuclear Losharik. Ele poderá ser usado em operações para interferir em cabos submarinos.

A arma Poseidon é única. É melhor descrito como um torpedo autônomo intercontinental, armado com ogivas nucleares. Tem o dobro do tamanho de um míssil balístico típico, tem alcance praticamente ilimitado e está armado com uma ogiva nuclear. Exatamente como a Rússia planeja usá-lo não está claro, mas parece ser uma arma de ataque pós-apocalipse nuclear para literalmente ficar sob as defesas de mísseis.

3. Submarino Estratégico da Classe Khabarovsk

O submarino mais enigmático da lista, Khabarovsk, deve ser lançado este mês. Falta muita informação pública. O que se sabe é que ele carregará seis dos enormes torpedos estratégicos Poseidon, como o Belgorod. Este poderia ser o submarino definitivo de 2020.

4. Submarinos de mísseis de cruzeiro da Classe Yasen-M

Um poderoso submarino armado com mísseis de cruzeiro, a classe Yasen tem uma reputação de furtividade. Eles estão armados com três tipos de mísseis de cruzeiro que podem ser carregados em combinações. O Kalibr é um míssil de ataque terrestre com um alcance muito longo, geralmente equivalente ao Tomahawk da Marinha dos EUA. O maior Oniks é um míssil supersônico que é otimizado contra navios, mas também pode atingir alvos terrestres. E os menores mísseis anti-navio de Zircon podem viajar em velocidades hipersônicas.

5. Submarino de ataque da Classe Lada

Esta é a última geração de submarinos não nucleares construídos para a Marinha Russa. Ao contrário dos EUA, a Rússia ainda valoriza ter um grande número de barcos não nucleares menores e mais baratos em suas fileiras. No futuro, esses barcos podem ter Air Independent Power (AIP), como a Suécia e outras nações.

6. Submarino de ataque aperfeiçoado da Classe Kilo

A classe Kilo remonta à década de 1980, mas modelos aperfeiçoados ainda estão sendo construídos. As versões mais recentes podem lançar mísseis de cruzeiro Kalibr para ataques terrestres. Ao contrário da classe Yasen, eles precisam ser colocados na sala de torpedos, para que apenas alguns possam ser transportados.

Tantas classes diferentes de submarinos têm prós e contras. É visto como menos eficiente, mas igualmente cada tipo pode ser mais adequado ao seu papel pretendido. E com o submarino espião, e as classes relacionadas ao Poseidon, eles cumprem papéis exclusivos na Marinha Russa.

Traduzido por Pacto de Varsóvia.

Postar um comentário

0 Comentários