China reage a campanha de difamação conduzida pelos EUA

Bandeiras da China e dos EUA

China está considerando fechar o consulado dos EUA em Wuhan em retaliação à ordem de Washington para encerrar a missão diplomática chinesa em Houston, informou a agência Reuters nesta quarta-feira (22).

Segunda a mídia, citando fonte familiarizada com o assunto, o Ministério das Relações Exteriores da China exortou os Estados Unidos a anularem imediatamente a decisão de fechar o Consulado-Geral da China em Houston, Texas.

O porta-voz da Chancelaria chinesa, Wang Wenbin, considerou a ação uma "provocação unilateral" e "uma grave violação do direito internacional".

Wang alertou que Pequim certamente retaliará, a menos que os EUA revertam sua decisão, e "condena veementemente" a "medida ultrajante e injustificada, que sabotará as relações China-EUA".

Na manhã desta quarta-feira (22), o editor-chefe do jornal chinês Global Times escreveu no Twitter que o governo dos EUA está ordenando o encerramento da missão diplomática dentro de 72 horas. O Departamento de Estado dos EUA anunciou mais tarde que o fechamento tentava "proteger a propriedade intelectual americana".

Consulado-Geral da China em Houston, no estado norte-americano do Texas
Consulado-Geral da China em Houston, no estado norte-americano do Texas

As relações EUA-China pioraram significativamente nos últimos anos, com Washington acusando Pequim de práticas comerciais desleais, fraca resposta à pandemia de coronavírus, violações de direitos humanos e disputas territoriais injustificadas com os países vizinhos. A China nega as acusações e critica os Estados Unidos por várias violações do direito internacional.

Postar um comentário

0 Comentários