Engenheiros russos planejam desenvolver caça de 6ª geração a partir do MiG-31

Aeronave militar russa MiG-31 durante treinamento na região de Murmansk

O avião foi desenvolvido na época soviética, mas ainda tem uma palavra a dar, pois a Rússia planeja desenvolver um modelo de sexta geração se baseando no lendário interceptador.

Engenheiros russos desenvolverão um caça de sexta geração baseado no MiG-31, afirmou Ilia Tarasenko, diretor-geral das companhias MiG e Sukhoi, em entrevista à Sputnik.

"Nossos concorrentes são as fabricantes de aeronaves norte-americanas e europeias. E para manter uma liderança confiante no setor [aeronáutico], nós precisamos consolidar as melhores competências, existentes hoje em dia nas empresas MiG e Sukhoi, e criar novos aviões de sexta geração", disse Tarasenko, acrescentando que "unir o potencial dentro da estrutura de tarefas e objetivos comuns é uma grande oportunidade para fazer um avanço sério. As empresas estrangeiras não têm mais tais oportunidades".

O caça supersônico MiG-31 (Foxhound, para a OTAN), a primeira aeronave soviética de quarta geração, foi desenvolvido pelo engenheiro aeronáutico Artyom Mikoyan nos anos 1970 para missões de interceptação aérea de longo alcance, entrando para a Força Aérea soviética em 1981.

"Gostaria de ressaltar individualmente o avião sem igual desenvolvido pelo [engenheiro aeronáutico] Mikoyan. Este avião não tem análogos no mundo. Baseando-se nele será construído um sistema avançado de interceptação de longo alcance", declarou Tarasenko.

O executivo da MiG e da Sukhoi não mencionou um prazo de conclusão do projeto, simplesmente dizendo que "o trabalho continua nessa direção".

Em 2018, Tarasenko observou que o MiG-31 precisaria de um substituto porque seu ciclo de vida terminaria em 10 anos.

Postar um comentário

0 Comentários