Quatro submarinos e dois cruzadores pesados da marinha Russa serão sucateados até 2021

18 abril 2019 15:28 Navy Recognition

Quatro submarinos e dois cruzadores pesados da marinha Russa serão sucateados até 2021

Dois cruzadores nucleares pesados ​​do projeto 1144 da classe Kiev - o Almirante Ushakov e o Almirante Lazarev e quatro submarinos nucleares - o K-448 Daniil Moskovsky, o K-221 Petropavlovsk-Kamchatsky, o K-433 Svyatoy Georgy Pobedonosets  e o K-232 Podolsk  serão sucateados até o final de 2021, escreveu o diário Izvestia.

Quatro cruzadores da classe Kirov do projeto 1144 Orlan foram construídos para a Marinha Soviética e Russa: o Almirante Ushakov, o Almirante Lazarev, o Almirante Nakhimov e o Petr Veliky. Eles foram construídos em 1973-1996. Três cruzadores juntaram-se à Frota do Norte e o Almirante Lazarev operou na frota do Pacífico. Atualmente, apenas o Petr Veliky está operacional.

O Almirante Ushakov foi lançado em 1980 e desativado em 2002. Ele está ancorado em Severodvinsk desde então. Na década de 1990, o Almirante Lazarev foi armazenado. Em 2014, o 30º Estaleiro da Frota do Pacífico concluiu a revisão de cais, mas nenhum rearmamento foi lançado.

Somente o Almirante Nakhimov está sendo atualizado para disparar mísseis Kalibr e Onix. Receberá a moderna defesa aérea Poliment-Redut. A atualização do Petr Veliky começará depois que o Almirante Nakhimov voltar a operar.

O cruzador nuclear pesado Pedro o Grande é o único navio da classe Kiev ainda em operação na Marinha Russa
O cruzador nuclear pesado Pedro o Grande é o único navio da classe Kiev ainda em operação na Marinha Russa

Três SSGN da classe Kalmar do projeto 667BDR, capazes de transportar 16 ICBM R-29R e torpedos, serão sucateados. Eles foram por muito tempo a espinha dorsal da parte naval da tríade nuclear. Dois submarinos do projeto permanecerão na Marinha - o K-44 Ryazan  e o BS-129 Orenburg. O SSN da classe Shchuka do projeto 671RTMK, o K-448 Daniil Moskovsky foi o principal submarino nos anos 1980-1990. O projeto foi bem-sucedido devido a características furtivas e táticas e a confiabilidade.

A demolição do SSGN Podolsk será a mais cara, serão destinados 975 milhões de rublos. A demolição do Daniil Moskovsky é estimada em 250 milhões, do Georgy Pobedonosets - 400 milhões, e do Petropavlovsk-Kamchatsky - 300 milhões. O Ministério da Defesa pagará 350 milhões de rublos para desmanchar o Almirante Lazarev e 400 milhões de dólares para o Almirante Ushakov.

Os submarinos e os primeiros navios de guerra da classe Orlan esgotaram seu ciclo de vida, disse o ex-chefe de gabinete da Marinha Valentin Selivanov. "Eles eram navios de guerra perfeitos para o seu tempo, mas o recurso não é ilimitado. O almirante Ushakov é o primeiro cruzador nuclear soviético. Entrou para a frota em 1980. Nem todo navio de guerra pode ser adaptado a novas armas. É melhor construir um novo cruzador ou submarino que servirá por muito mais tempo do que um navio de guerra ultrapassado", disse ele.

A Marinha não perderá seu poder de combate, pois os navios de guerra descartados serão substituídos por novos, acredita o especialista Dmitry Boltenkov. Os submarinos serão substituídos pelo SSBN classe Borey-A do projeto 955A e SSGN classe Yasen-M do projeto 885M. Cinco novos SSBN e seis SSGN se unirão às frotas do Norte e do Pacífico nos próximos anos, disse o Izvestia.

Traduzido por Pacto de Varsóvia.

Postar um comentário

0 Comentários